Boro – Indicações e benefícios para a saúde

30

Usos de boro – Aumentar a densidade óssea e muito mais

O boro é um mineral de traço importante, e muitas vezes subutilizado, naturalmente presente em certos alimentos e também no meio ambiente. Os usos de boro incluem a capacidade de ajudar a manter a estrutura esquelética forte ao adicionar a densidade óssea, prevenir a osteoporose, tratar condições como artrite e melhorar a força e massa muscular.

O boro é usado por muitos atletas e fisiculturistas, porque acredita-se que eleva a capacidade do corpo para produzir e usar testosterona, por isso é benéfico para se recuperar do exercício, prevenindo dores e lesões, construindo massa muscular e mantendo os ossos fortes. Além disso, o boro está ligado à melhoria da função cerebral em alguns casos, pois ajuda a aumentar a concentração, o foco e a capacidade de aprender novas informações. (1)

Boro - Indicações e benefícios para a saúde

O que alguns outros usos de boro? O boro está ligado a ajudar a prevenir condições, incluindo: (2)

  • Artrite
  • Osteoporose e ossos fracos ou fracos
  • Baixa concentração ou “neblina cerebral”
  • Má memória
  • Sinais de envelhecimento na pele
  • Maiores sintomas de menopausa e TPM
  • Alergias
  • Músculos fracos
  • Parasitas estomacais e digestivos
  • Infecção por Candida e levedura
  • Infecções oculares

O uso de boro inclui mesmo a capacidade de ajudar os animais que sofrem de dor. Cavalos, ovelhas e outros animais domesticados que desenvolvem sinais de artrite às vezes recebem suplementos de boro para aliviar a dor e a inflamação.

Na verdade, porque os níveis de boro nos alimentos são altamente dependentes de quão saudável é o solo onde as culturas são cultivadas, os animais que pastoreiam em solos reduzidos com baixo teor de boro geralmente têm menos músculo e mais dor articular à medida que envelhecem do que os animais criados em solos ricos em boro.

Como obtemos bastante boro?

O boro é naturalmente encontrado em muitos alimentos integrais, especialmente feijões, nozes, grãos integrais e abacates, bem como frutas como bagas, ameixas, laranjas e uvas. Também é encontrado na água até certo ponto, embora obtenha a maior parte do nosso boro venha de nossas dietas.

O tipo de boro que obtemos de alimentos é principalmente ácido bórico, B (OH) 3, que é naturalmente presente apenas em plantas. Os pesquisadores acreditam que o boro funciona para estabilizar moléculas dentro das plantas, incluindo polissacarídeos benéficos e esteróis, embora a maneira exata em que o boro funcione tanto em plantas quanto em humanos ainda é algo desconhecida.

Outra teoria é que o boro ajuda a equilibrar os níveis de pH e auxilia o corpo a manipular outros minerais, como magnésio, cálcio e fósforo, produzindo enzimas digestivas necessárias. Embora ainda haja muito a aprender sobre este mineral, um dos usos de boro mais pesquisados ​​é a sua capacidade de aumentar os níveis de estrogênio em mulheres e homens saudáveis, o que é uma razão pela qual ele está ligado a ossos saudáveis ​​e menos sinais de doenças relacionadas à idade, como declínio cognitivo e artrite.

Ingestão diária recomendada de boro

Você pode garantir que você obtenha boro suficiente comendo uma dieta variada de fontes de alimentos inteiras e reais. Embora os níveis exatos de boro ainda não sejam exatamente conhecidos (e variam muito dependendo de onde o alimento foi cultivado), o governo informa que a maioria das pessoas geralmente consome bastante boro para atender às suas necessidades e tirar a maior parte do seu boro desses alimentos: café, leite, maçãs, feijões e batatas. Juntos, esses alimentos são responsáveis ​​por cerca de 27 por cento do boro que a maioria das pessoas consome.

Embora acredite-se que o café e o leite não são as melhores fontes de boro – eles podem realmente ser pobres em boro em comparação com muitas leguminosas, vegetais e frutas – eles foram os principais contribuintes da dieta brasileira por causa do alto número de pessoas que os consume.

Como há estudos limitados envolvendo o papel exato do boro no corpo, o governo e outras autoridades ainda não estabeleceram uma função biológica clara para o boro em seres humanos ou um subsídio alimentar recomendado. Em vez disso, determinaram um “limite superior”, o que significa a quantidade que muitas pessoas consomem e mantêm a saúde sem experimentar sinais de deficiência ou toxicidade.

Os limites superiores para o boro dependem da sua idade e sexo e são os seguintes: (3)

  • 1-3 anos: 3 miligramas / dia
  • 4-8 anos: 6 miligramas / dia
  • 9-13 anos: 11 miligramas / dia
  • 14-18 anos: 17 miligramas / dia
  • Adultos 19-50 anos: 20 miligramas / dia
  • Mulheres grávidas: 17-20 miligramas por dia
  • Mulheres que estão amamentando: 20-25 miligramas / dia

Benefícios para a saúde do boro

1. Aumenta a concentração e a função do cérebro

A pesquisa mostra que níveis baixos de boro podem contribuir para um cérebro lento, um desenvolvimento cognitivo deficiente e dificuldade em aprender ou reter informações. O boro é muitas vezes pensado como um “nutriente cerebral” porque pode ajudar com o desempenho da tarefa, melhor controle do motor, atenção e até memória de curto prazo.

Quando os pesquisadores compararam os efeitos da baixa ingestão de boro em adultos saudáveis ​​com maior ingestão, houve um aumento significativo na proporção de atividade cerebral de baixa frequência e uma diminuição na proporção de atividade de maior frequência no grupo que toma mais boro.

Os resultados mostraram melhorias no desempenho das tarefas em vários testes cognitivos e psicomotores no grupo que receberam mais boro, incluindo melhores tempos de resposta, habilidades motoras e destreza manual, coordenação olho-mão, atenção, percepção e memória de curto e longo prazo. (4)

2. Ajuda a Artrite Reversa

O boro desempenha um papel importante na integração do cálcio na cartilagem da articulação, o que ajuda a prevenir a deterioração das articulações e a dor da artrite. A pesquisa mostra pessoas com concentrações mais baixas de boro em seus ossos e o líquido sinovial possui taxas de artrite mais altas do que aqueles com níveis mais elevados. Outras observações do estudo mostram evidências de que os ossos de pacientes que usam suplementos de boro são muito mais difíceis de cortar do que aqueles de pacientes que não utilizam suplementos. (5)

De acordo com alguns estudos epidemiológicos, em áreas do mundo onde a ingestão de boro é menor (cerca de um miligrama ou menos / dia), a incidência de artrite é significativamente maior que em áreas onde a ingestão de boro é maior (cerca de três a 10 miligramas por dia em média ).

3. Fortalecer ossos

O uso de boro também inclui a capacidade de prevenir a perda óssea, facilitando o cálcio, o principal mineral envolvido na mineralização óssea, diretamente nos ossos, onde ajuda a evitar que os ossos porosos e fracos se desenvolvam. O boro também protege os ossos devido ao seu papel na regulação da função do estrogênio.

Além disso, estudos mostram que o boro pode ajudar o organismo a produzir e usar melhor a vitamina D, que é um nutriente crucial para a formação óssea saudável, além de muitas outras coisas, como a função imune e os processos cognitivos.

Um estudo do Departamento de Ortopedia do Hospital da Cruz Vermelha na China revelou que os suplementos de boro podem aumentar a formação óssea e inibir a reabsorção óssea, produzindo proteção terapêutica contra a osteoporose em estudos com animais. Quando os ratos foram alimentados com uma dieta privada de boro, eles experimentaram ossos esponjosos, perda óssea nos fêmures e vértebras lombares e aumento das condições osteoporóticas. Por outro lado, os ratos com suplementos de alto teor de boro apresentaram melhorias na massa óssea, espessura óssea, volume ósseo e níveis mais elevados de estradiol (um hormônio ligado à saúde óssea). (6)

4. Equilíbrio de Hormônios

Como um mineral que pode ajudar a equilibrar os níveis de hormônios sexuais em mulheres e homens, incluindo estrogênio e testosterona, o boro ajuda a aliviar os sintomas da menopausa, bem como a TPM, e também para aumentar a fertilidade. Em estudos com animais, a depleção de boro está ligada a problemas de fertilidade e defeitos congênitos, o que sugere que o boro pode desempenhar um papel na reprodução saudável e no desenvolvimento do feto. (7)

Em dois pequenos estudos do Departamento de Agricultura dos EUA, quando as mulheres na menopausa foram alimentadas pela primeira vez com uma dieta que forneceu baixos níveis de boro e depois foram alimentadas com uma dieta mais rica em boro, elas apresentaram menores níveis de perda de cálcio e magnésio através da urina e elevadas (mas ainda considerados saudáveis) níveis de estrogênio e testosterona. (8)

5. Promove Massa Muscular Saudável

Certas vitaminas e minerais são melhor absorvidas e utilizadas pelo organismo quando os níveis de boro são maiores, o que é importante para a formação de músculos, queima de gordura e prevenção de dor ao recuperar as lágrimas musculares após o exercício. E porque o boro ajuda a promover a produção saudável de testosterona, isso pode levar a maiores níveis de energia e ganhos de força mais rápidos.

Outras pesquisas também mostram que o uso de boro pode incluir o aumento do desempenho atlético porque ajuda o cérebro a pensar rapidamente, reage melhor ao estímulo e demonstra a coordenação mão-olho, além de manter os ossos e as articulações mais fortes e livres de dor.

Esta é uma razão pela qual o boro aparece em mais pós de proteína e suplementos atléticos, prometendo melhores resultados, embora ainda seja necessário mais pesquisas para confirmar se o boro pode ou não afetar a composição corporal e as habilidades físicas sem se combinar com outros fatores.

6. Previne e trata Infecções por Levedura

O boro é um ingrediente ativo em comprimidos usados ​​para tratar infecções fúngicas em mulheres. O boro, sob a forma de ácido bórico, é usado como uma alternativa natural para medicamentos ou cremes de infecção por leveduras sem receita. O ácido bórico é considerado seguro e eficaz quando inserido na vagina para acelerar a cicatrização de infecções dolorosas.

De acordo com os resultados de um estudo de comparação duplo-cego que analisa os efeitos do boro em comparação com outro tipo de creme comercial de infecção por fungos (feito de nistatina), o boro foi melhor capaz de curar infecções fúngicas. Noventa e dois por cento das mulheres tiveram alívio após sete a 10 dias de tratamento com boro em comparação com 64 por cento usando o creme padrão.

7. Cura a pele e previne infecções

Os usos do boro incluem atuar como um adstringente para ajudar a prevenir ou tratar infecções na pele, por isso é útil para baixar vermelhidão, inflamação, dor e outros sinais de irritação. Pelo mesmo motivo, algumas pessoas também usam boro como uma lavagem de olho natural para ajudar a matar bactérias que podem levar a outras infecções e outras.

8. Luta contra a Diabetes

Estudos em animais mostram que baixos níveis de boro podem aumentar os efeitos fisiológicos ligados ao diabetes, incluindo mudanças nos níveis de glicose no sangue (açúcar) e concentrações de triglicerídeos. Parece que o boro pode ajudar com o metabolismo dos carboidratos e a produção de insulina do pâncreas que melhor controla os níveis estáveis ​​de açúcar no sangue, então, no futuro, veremos que o uso de boro pode atuar como tratamento para formas de resistência à insulina.

Melhores fontes alimentares de boro

Enquanto uma lista abrangente de teor de boro em alimentos comuns ainda não está disponível, abaixo estão 14 das maiores fontes de boro. Outro fato divertido sobre o boro usa? O boro atua como conservante de alimentos naturais nos alimentos.

Como o boro ajuda a diminuir o crescimento de bactérias, é uma maneira natural de evitar que as colheitas estraguem. Por isso, durante a Primeira Guerra Mundial e II, foi adicionado aos alimentos para prolongar seu frescor e reduzir os patógenos alimentares quando a refrigeração nem sempre foi possível.

  • Feijão
  • Alcachofras
  • Bagas
  • Cerejas
  • Batatas doces
  • Cebolas
  • Nozes
  • Figos
  • Ameixas
  • Pêssegos
  • Damascos
  • Cacau
  • Maçãs
  • Peras
  • Abacate
  • Uvas (e suco de uva puro)
  • Laranjas
  • Café
  • Vinho tinto
  • Leite Cru (orgânico, não pasteurizado)

Quais são as preocupações e as interações ao tomar boro?

O boro é amplamente reconhecido como sendo muito seguro para consumo tanto em seres humanos quanto em animais. Na verdade, alguns agricultores também tratam o solo com altos níveis de boro e fornecem suplementos de boro aos animais para reduzir os efeitos da radiação no meio ambiente. Os usos do boro industrial incluem sua capacidade de capturar a radioatividade dentro dos solos, ionizando-a e reduzindo os potenciais riscos para a saúde, como o câncer.

Claro, como com todos os nutrientes, níveis muito altos também podem causar problemas potenciais. A toxicidade do boro não é um risco ao consumir alimentos integrais, mas tomar altas doses de suplementos pode tornar-se perigoso e causar reações como náuseas, desconforto gástrico, vômitos, diarréia, problemas de pele, palpitações cardíacas, ansiedade e depressão.

O Instituto Nacional de Saúde também adverte os consumidores que os suplementos de boro podem ser prejudiciais para pessoas com condições hormonais sensíveis, como câncer de mama ou próstata, endometriose e fibromas uterinos, uma vez que podem aumentar os níveis de estrogênio. Pessoas com casos existentes de doença renal ou doença hepática também devem usar suplementos de boro com muito cuidado e falar com um médico primeiro, uma vez que estas condições podem alterar a forma como o corpo se livra do excesso de boro e outros minerais.

Como sempre, é melhor obter boro (e todas as outras vitaminas e minerais) de alimentos inteiros reais sempre que possível em vez de suplementos. Quanta boro é demais? Considera-se que doses letais de boro são de cerca de 15 a 20 gramas / dia para adultos e de três a seis gramas / dia para bebês, embora muitos estudos encontrem mínima ou nenhuma toxicidade nesses níveis ou mesmo maior.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome