O que é anafilaxia?

A anafilaxia é uma reação alérgica que pode levar a morte. Ocorre quando você está exposto a algo que você é severamente alérgico. É necessária atenção médica imediata para evitar problemas maiores.

Anafilaxia - Sintomas, causas e tratamentos

Sintomas da anafilaxia

Os sintomas variam de acordo com seu grau de alergia, e também a quantidade de exposição. Eles variam de sintomas leves a graves. Possíveis sintomas incluem:

  • um grande inchaço na boca, na garganta ou em outra parte do corpo
  • uma urticária, erupção cutânea ou mesmo uma pequena coceira
  • um tom te pele pálido ou vermelha e quente (corada)
  • dificuldade em respirar
  • uma sensação de aperto no seu peito
  • tontura
  • desmaio
  • uma dor severa no estômago
  • náuseas, vômitos ou diarreia constantes
  • um sentimento de ansiedade sempre presente
  • pressão sanguínea baixa
  • parada cardíaca.

O que causa anafilaxia ?

A anafilaxia é geralmente causada pela exposição a um alérgeno. Durante uma reação normal, seu corpo produz anticorpos para combater o alérgeno. Durante uma crise reacionária grave, seu sistema imunológico pode entrar em pânico, e não ser mais eficiente. Isso leva à anafilaxia, que pode ser muito perigosa.

 

Alérgenos que podem causar anafilaxia incluem (mas não se limitam a):

  • alguns alimentos, como mariscos, nozes, amendoim, ovos e frutas
  • alguns medicamentos, como antibióticos, aspirina, analgésicos sem receita, vacinas de alergia e tinta de contraste para procedimentos de imagem
  • látex ou borracha encontrados em luvas cirúrgicas, suprimentos médicos e muitos produtos de casa
  • picadas de insetos, como de abelhas, vespas, zangões e formigas.

Como é diagnosticada a anafilaxia ?

Se você ou alguém ao seu redor estiver sofrendo de anafilaxia, ligue para o 192 imediatamente. Ligue para o seu médico de confiança se tiver sintomas mais leves de anafilaxia. Eles vão querer analisar se seus sintomas são leves ou severos. Eles podem diagnosticar a causa da reação e fornecer o tratamento adequado.

A anafilaxia pode ser prevenida ou evitada?

Abaixo estão as formas de ajudar a prevenir ou mesmo evitar a anafilaxia.

  • Alerte todos os médicos conhecidos sobre as alergias que você tem.
  • Informe seus médicos se você já teve anafilaxia no passado. Isso deve ser observado em seu histórico médico.
  • Evite comer ou tocar alimentos que pensa ser alérgico. Mesmo pequenas quantidades podem causar uma reação grave e aguda. Leia a lista de ingredientes de todos os alimentos embalados. Ao comer fora, fale ao garçom ou ao cozinheiro chefe sobre sua alergia.
  • Se você é alérgico a picadas de insetos, use roupas protetoras, que possuam repelente de insetos quando estiver fora.
  • Use ou carregue uma pulseira, chaveiro ou cartão de alerta médico. Isso ajudará médicos e profissionais da saúde que o tratam em uma emergência.
  • Carregue um kit de anafilaxia de emergência com você o tempo todo. Seu médico pode prescrever isso de forma segura. Os medicamentos podem reduzir uma reação alérgica grave, uma vez que administrados de forma correta. O medicamento é chamado de injeção de epinefrina. Família, amigos e colegas de trabalho devem saber como usá-lo também. Um kit também pode incluir um anti-histamínico, como a difenidramina.

Tratamento de anafilaxia

O tratamento para a anafilaxia deve começar imediatamente aos primeiros sinais. Se você ver alguém tendo uma crise, ligue para o 192para obter ajuda médica. Se a pessoa tiver um kit de emergência com um EpiPen, injete-os no braço ou na perna. Um EpiPen é um tratamento eficaz e rápido. A pessoa ainda deve ir ao hospital para tratamento e cuidados. Certas alergias podem exigir uma série de disparos de dessensibilização .

Vivendo com anafilaxia

A maioria das pessoas que recebem tratamento vive uma vida normal e plena, tomando apenas poucos cuidados. Se você não recebe tratamento e os sintomas ficarem graves, você pode morrer. Após o tratamento, você deve ter alguém com você por 24 horas para garantir que outro ataque não ocorra. Fale com o seu médico sobre as melhores maneiras de prevenir futuros ataques. Eles podem prescrever um kit de emergência e ensinar-lhe como usá-lo de forma corretas.

Perguntas ao seu médico

  • Eu tenho uma alergia. Posso estar em risco de anafilaxia? Porque?
  • Preciso usar uma pulseira de alerta médico? Onde eu consigo uma?
  • O que devo ter no meu kit de emergência?
  • Se eu tive anafilaxia, qual é o meu risco de tê-lo novamente? Por quanto tempo:

O que causa a anafilaxia

A anafilaxia é uma reação alérgica grave e que pode ser potencialmente fatal. Pode ocorrer dentro de segundos ou minutos de exposição a algo que você é alérgico, como amendoim ou picadas de abelha.

A anafilaxia faz com que o sistema imunológico libere uma enxurrada de substâncias químicas, que podem fazer com que você entre em estado de choque – sua pressão sanguínea cai repentinamente e suas vias aéreas se estreitam, bloqueando a respiração rapidamente. Sinais e sintomas incluem um pulso rápido e fraco; uma erupção cutânea; e ainda náusea e vômito. Gatilhos comuns incluem certos alimentos, alguns medicamentos, veneno de insetos e látex.

A anafilaxia requer uma injeção de epinefrina e uma ida a uma sala de emergência o mais breve possível. Se você não tem epinefrina por perto, você precisa ir a uma sala de emergência imediatamente. Se a anafilaxia não for administrada imediatamente, pode ser fatal.

Sintomas

Os sintomas de anafilaxia geralmente ocorrem poucos minutos após a exposição a um alérgeno. Às vezes, no entanto, pode ocorrer meia hora ou mais após a primeira exposição. Sinais e sintomas incluem:

  • Reações cutâneas graves, incluindo urticária e coceira e vermelhidão ou pele excessivamente pálida
  • Pressão arterial baixa (hipotensão)
  • Contração de suas vias aéreas e inchaço da língua ou garganta, o que pode causar chiado e dificuldade para respirar
  • Pulso fraco e rápido
  • Náusea, vômito ou diarréia
  • Tontura ou desmaio

Quando ver um médico

Procure ajuda médica de emergência se você, seu filho ou outra pessoa com quem você estiver aparentar ter uma reação alérgica grave. Não espere para ver se os sintomas desaparecem sozinhos.

Se a pessoa que tiver o ataque tiver um autoinjetor de epinefrin, aplique-a imediatamente. Mesmo que os sintomas melhorem após a injeção, você ainda precisa ir a uma sala de emergência para garantir que os sintomas não se repitam e cessaram, mesmo sem mais exposição ao alérgeno. Esta segunda reação é chamada de anafilaxia bifásica.

Marque uma consulta com seu médico imediatamente se você ou seu filho tiveram um ataque de alergia grave ou sinais e sintomas de anafilaxia no passado.

O diagnóstico e o manejo a longo prazo da anafilaxia são complicados, mas podem ser seguidos por todos os pacientes, e você provavelmente precisará consultar um médico especializado em alergias e imunologia.

Causas

Seu sistema imunológico produz anticorpos que defendem contra substâncias estranhas, substancias de fora. Isso é bom quando uma substância estranha é considerada prejudicial, como certas bactérias ou vírus. Mas o sistema imunológico de algumas pessoas reage excessivamente a substâncias que normalmente não causariam reações alérgicas.

Os sintomas de alergia geralmente não são fatais, mas uma reação alérgica grave pode levar à anafilaxia. Mesmo que você ou seu filho tenham tido apenas uma reação anafilática leve há um bom tempo, existe o risco de sofrer de anafilaxia mais grave após outra exposição à substância causadora de alergia.

Os gatilhos de anafilaxia mais conhecidos em crianças são alergias alimentares, como amendoim, nozes, peixe, moluscos e leite. Além de alergia a amendoim, nozes, peixe e marisco, os gatilhos de anafilaxia em adultos podem ainda incluir:

  • Certos medicamentos, incluindo antibióticos, aspirina e outros analgésicos de venda sem receita, e o contraste intravenoso (IV) usado em alguns exames de imagem
  • Picadas de abelhas, vespas e formigas de fogo
  • Látex

Embora não sejam comuns, algumas pessoas desenvolvem anafilaxia por meio de exercícios, como corridas ou até mesmo atividades físicas menos intensas, como durante uma caminhada leve. Comer certos alimentos antes da prática de exercício ou quando o tempo está quente, frio ou úmido também tem sido associado à anafilaxia em algumas pessoas. Converse com seu médico sobre as precauções a serem tomadas durante o exercício, sempre.

Anafilaxia - Sintomas, causas e tratamentos

Se você não sabe o que desencadeia seu ataque de alergia, alguns testes podem ajudar a identificar o alérgeno prejudicial. Em alguns casos, a causa da anafilaxia nunca é identificada ( chamada de anafilaxia idiopática).

Fatores de risco

Não existem muitos fatores de risco listados e reconhecidos para anafilaxia, mas algumas coisas que podem aumentar o risco incluem:

  • Anafilaxia prévia. Se você teve anafilaxia uma vez no passado, o risco de ter essa reação séria aumenta. Reações futuras geralmente são mais graves que a primeira reação.
  • Alergias ou asma. As pessoas que têm alergias ou asma estão em maior risco de ter anafilaxia.
  • Certas outras condições. Estes incluem doenças cardíacas, e um acúmulo anormal de um certo tipo de glóbulos brancos (mastocitose).

Complicações

Uma reação anafilática pode ser fatal se não gerenciada corretamente – o que pode parar sua respiração ou seu batimento cardíaco.

Prevenção

A melhor maneira de prevenir a anafilaxia é evitar substâncias conhecidas que causam essa reação grave. Além disso:

  • Use um colar ou pulseira de alerta médico, para indicar que você tem alergia a drogas específicas ou a outras substâncias para que não sejam administradas a você.
  • Mantenha um kit de emergência com medicamentos prescritos disponíveis em todos os momentos. O seu médico pode aconselhá-lo sobre o conteúdo e a melhor forma de usar. Se você tiver um autoinjetor de epinefrina, verifique a data de validade e certifique-se de reabastecer sua receita antes que ela expire sempre.
  • Certifique-se de alertar todos os seus médicos para reações de medicação que você teve no passado.
  • Se você é alérgico a insetos que picam, tenha cuidado ao redor deles. Use camisas e calças de mangas compridas e que tenham repelentes no pano; não ande descalço na grama; evite cores brilhantes; não use perfumes, colônias ou loções perfumadas; e não beba de latas de refrigerante ao ar livre. Fique calmo quando perto de um inseto, mesmo que seja maior. Afaste-se lentamente e evite bater no inseto.
  • Se você tem alergias alimentares, leia atentamente os rótulos antes de comprar, de todos os alimentos. Os processos de fabricação podem mudar repentinamente, por isso é importante periodicamente reavaliar os rótulos dos alimentos que você come normalmente.Quando comer fora de casa, pergunte como cada prato é preparado e descubra quais ingredientes ele pode contér. Mesmo pequenas quantidades de alimentos a que você é alérgico podem causar uma reação bem séria.

Esteja preparado

Mesmo se você for cuidadoso, em algum momento você provavelmente estará exposto ao que te faz ter alergia. Felizmente, você pode responder rápida e eficaz, durante uma emergência de alergia, conhecendo os sinais e sintomas de uma reação anafilática e tendo um plano para tratar rapidamente esses sintomas.

Diagnóstico

Seu médico fará perguntas sobre se você teve reações alérgicas anteriores, inclusive se você reagiu a:

  • Alimentos particulares (como frutos do mar)
  • Medicamentos
  • Látex (Mesmo que leves reações)
  • Picadas de insetos

Para ajudar a confirmar o diagnóstico:

  • Você pode receber um exame de sangue completo para medir a quantidade de uma determinada enzima (triptase) que pode ser elevada até três horas após a anafilaxia.
  • Você pode ser testado para alergias com testes cutâneos ou exames de sangue para ajudar a determinar seu gatilho

Muitas condições apresentam sinais e sintomas semelhantes aos da anafilaxia. Seu médico vai querer descartar outras condições.

Tratamento

Durante um ataque anafilático, você poderá receber uma ressuscitação cardiopulmonar (RCP) se parar de respirar, ou mesmo se seu coração parar de bater. Você também pode receber medicamentos mais fortes, incluindo:

  • Epinefrina (adrenalina) para reduzir a resposta alérgica do seu corpo
  • Oxigênio, para ajudá-lo a respirar
  • Anti-histamínicos e cortisona por via intravenosa (IV) para reduzir a inflamação das passagens aéreas e melhorar a respiração
  • Um beta-agonista (como o albuterol) para aliviar os sintomas respiratórios

O que fazer em uma emergência

Se você está com alguém que está tendo uma reação alérgica e mostra sinais de choque preocupantes, aja rápido. Procure por sinais de pele pálida, fria e úmida; um pulso fraco e rápido; Problemas respiratórios; confusão; e perda de consciência. Faça o seguinte imediatamente:

  • Ligue para o 192 ou procure ajuda médica de emergência.
  • Use um autoinjetor de epinefrina, se disponível, pressionando-o na coxa da pessoa.
  • Certifique-se de que a pessoa esteja deitada e eleve as pernas.
  • Verifique o pulso e a respiração da pessoa e, se necessário, administre RCP ou outras medidas de primeiros socorros.

Usando um autoinjetor

Muitas pessoas em risco de anafilaxia carregam um autoinjetor em todos os momentos. Este dispositivo é uma seringa combinada e agulha escondida que injeta uma dose única de medicação quando pressionada contra a coxa de forma automática. Sempre substitua a epinefrina antes de sua data de expiração, ou ela pode não funcionar corretamente.

Usar um autoinjetor imediatamente pode impedir que a anafilaxia se agrave e possa salvar sua vida, em casos de crises severas. Certifique-se de saber como usar o autoinjetor de forma correta. Além disso, certifique-se de que as pessoas mais próximas de você saibam como usá-lo.

Tratamento a longo prazo

Se picadas de insetos podem provocar sua reação anafilática, uma série de vacinas de alergia (imunoterapia) pode também reduzir a resposta alérgica do seu corpo e evitar uma reação grave no futuro.

Infelizmente, na maioria dos outros casos, não há como tratar a condição subjacente do sistema imunológico que pode levar à anafilaxia de forma eficiente. Mas você pode tomar medidas para evitar um ataque futuro – e estar sempre preparado se ocorrer um.

  • Tente evitar seus gatilhos de alergia.
  • Carregue epinefrina auto-administrada. Durante um ataque anafilático, você pode administrar a droga usando um autoinjetor (EpiPen, outros).

Ajuda e suporte

Ter uma reação potencialmente fatal é sem dúvida assustador, seja com você, com pessoas próximas a você ou mesmo com seu filho. Desenvolver um plano de ação de emergência para anafilaxia pode ajudar a tranquilizar sua mente.

Trabalhe com o seu médico ou com o do seu filho para desenvolver este plano de forma consciente passo-a-passo, sobre o que fazer no caso de uma reação. Em seguida, compartilhe seu plano com professores, babás e outros profissionais de saúde e pessoas próximas.

Se o seu filho tiver uma crise de alergia grave ou tiver tido anafilaxia, fale com a enfermeira da escola e os professores para descobrir que planos eles têm para lidar com uma emergência. Certifique-se de que os funcionários da escola tenham um autoinjetor atual também, de reserva.

Recursos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here