Beta-caroteno: benéfico ou perigoso para sua saúde?

Há um crescente corpo de literatura que indica os efeitos benéficos do beta-caroteno e outros carotenóides em doenças crônicas em seres humanos. O betacaroteno é um tipo de carotenóide encontrado nas plantas. É conhecido como um carotenóide pró vitamina A, porque precisa ser convertido em vitamina A ativa pelo organismo.

Os pesquisadores concordam que o beta-caroteno encontrado em frutas e vegetais é benéfico para sua saúde. Esses alimentos específicos de vitamina A podem ajudar a aumentar a defesa de seu sistema imunológico, proteger a pele e os olhos e combater condições que ameaçam a vida, como doenças cardíacas e câncer. No entanto, os estudos envolvendo suplementos de beta-caroteno têm resultados mistos, deixando os pesquisadores cautelosos em recomendar suplementos para o tratamento de problemas de saúde. Acontece que muito, mesmo uma coisa boa pode ser prejudicial para a sua saúde, então você precisa estar ciente das formas adequadas de consumir esse carotenóide.

O que é o betacaroteno?

O betacaroteno é um pigmento encontrado nas plantas que dá frutas e vegetais de cor amarela e laranja. É convertido no corpo em vitamina A, um poderoso antioxidante que desempenha um papel crítico na manutenção de visão saudável, pele e função neurológica.

A vitamina A é encontrada em duas formas principais: vitamina A ativa e beta-caroteno. A vitamina A ativa é chamada de retinol, e ela provém de alimentos derivados de animais. Esta vitamina A pré-formada pode ser usada diretamente pelo organismo sem a necessidade de converter a vitamina primeiro. Os carotenóides pró vitamina A são diferentes porque precisam ser convertidos em retinol pelo corpo, após serem ingeridos. O betacaroteno é um tipo de carotenóide que se encontra principalmente nas plantas; Ele precisa ser convertido em vitamina A ativa antes que possa ser utilizado pelo organismo. (1)

Há muitas evidências de que comer alimentos com alto teor de antioxidantes que contenham beta-caroteno é bom para a sua saúde e pode ajudar a prevenir condições graves. No entanto, há pesquisa mista sobre o uso de suplementos de beta-caroteno. De fato, alguns estudos sugerem que a suplementação pode aumentar o risco de doenças graves como câncer e doenças cardíacas. A importante mensagem aqui é que há benefícios para obter vitaminas em alimentos que não ocorrem necessariamente na forma de suplemento.

6 Benefícios de Beta-Caroteno

1. Possui atividade antioxidante poderosa

O betacaroteno e outros carotenóides têm atividades antioxidantes e são valorizados por sua capacidade de prevenir doenças crônicas. Eles protegem o corpo de radicais livres prejudiciais, que são a principal causa de envelhecimento e degeneração.

Os estudos mostraram uma relação inversa entre a presença de vários tipos de câncer e carotenóides dietéticos ou níveis de carotenoides sanguíneos. No entanto, parece que os carotenóides podem promover a saúde quando tomados em níveis alimentares, mas podem ter efeitos adversos quando tomados em altas doses por pessoas que fumam ou que foram expostas ao amianto. Os pesquisadores ainda estão determinando as doses adequadas para que os carotenóides sejam benéficos e não perigosos. (2)

No entanto, é claro que consumir alimentos que contenham beta-caroteno e outros antioxidantes ajudam níveis mais baixos de inflamação e combate o estresse oxidativo dentro do corpo.

2. Auxilia uma Gravidez Saudável

A American Pediatrics Association cita a vitamina A como uma das vitaminas mais críticas durante a gravidez e durante a amamentação. A vitamina A desempenha um papel importante no desenvolvimento saudável do feto e do recém nascido, sendo o desenvolvimento e a maturação pulmonares particularmente importantes. Também é necessário para crianças e bebês criar um sistema imunológico forte.

De acordo com pesquisas publicadas no European Journal of Nutrition, deve haver um aumento de 40 por cento na ingestão de vitamina A para mulheres grávidas e um aumento de 90 por cento para as mulheres que amamentam. É mais seguro obter beta-caroteno dos alimentos que você come, então as mulheres que estão grávidas ou amamentando devem consumir mais frutas e vegetais amarelos e laranja. Se você precisa de um suplemento para obter o suficiente este carotenóide, use-o sob a supervisão do seu médico. (3)

3. Protege a pele

O metabolismo de betacaroteno ocorre em uma ampla variedade de órgãos, incluindo a pele. Muitos estudos descobriram que ajuda a prevenir a formação de eritema induzido por UV, ou irritação e vermelhidão da pele. Embora não possa ser comparado com a eficácia do protetor solar, há evidências de que o betacaroteno pode proteger a pele contra queimaduras solares, aumentando a defesa basal contra danos na pele causados ​​pela luz UV. (4)

4. Protege seus olhos

O betacaroteno e outros antioxidantes podem ajudar a retrasar a progressão da degeneração macular relacionada à idade, o que provoca alterações na visão às vezes tão graves que a cegueira legal irreversível pode ocorrer. Os antioxidantes são eficazes no abrandamento da progressão dos sintomas de degeneração macular, porque podem ajudar a prevenir o estresse oxidativo, o que desempenha um papel significativo na degeneração de células e nervos na retina / mácula.

O estudo de doenças oculares relacionadas à idade estabeleceu que uma combinação de antioxidantes alimentares, incluindo zinco, betacaroteno, vitamina C e vitamina E, efetivamente retardou a progressão da degeneração macular. (5)

5. Trata a leucoplasia oral

Um estudo realizado na Universidade do Arizona confirmou a atividade do beta-caroteno em pacientes com leucoplasia oral, que é destacada por manchas brancas espessadas que se formam em suas gengivas e dentro de suas bochechas. A maioria dos remendos de leucoplasia são benignos, mas alguns podem ser sinais precoces de câncer. Cinquenta pacientes receberam 60 miligramas de beta-caroteno por dia durante seis meses, e os participantes foram escolhidos para continuar o tratamento ou usar terapia com placebo por 12 meses adicionais. Os resultados mostraram que 52 por cento (26 pacientes) dos participantes tiveram uma resposta clínica ao tratamento, e 23 dos 26 pacientes que responderam completaram positivamente a segunda fase aleatorizada do estudo. (6)

Outro estudo mais antigo, publicado em 1990, teve resultados semelhantes: 71 por cento dos pacientes no grupo de tratamento apresentaram respostas importantes a 30 miligramas de beta-caroteno por dia. Os pesquisadores concluíram que por sua falta de toxicidade, serve como um excelente candidato como agente preventivo para câncer bucal. (7)

Beta-caroteno - Benefícios, riscos e fontes

6. Melhora a Saúde Respiratória

Pesquisas publicadas no European Respiratory Journal sugerem que comer frutas com beta-caroteno pode melhorar a função respiratória e pulmonar. Em comparação com comer frutas raramente ou nunca, as pessoas que comiam frutas pelo menos uma vez por dia tinham sintomas respiratórios reduzidos, como a produção de fleuma, falta de ar e sibilância. Frutos de qualquer tipo ajudam a combater as condições respiratórias, incluindo manga, mamão e melão. (8)

Beta-caroteno e câncer de pulmão

Houve estudos que sugerem que o câncer de pulmão, particularmente em fumantes e doenças cardiovasculares, pode realmente ser reforçado por beta-caroteno suplementar. Os resultados nesta questão são mistos, mas, em última instância, os pesquisadores não tem certeza se podem haver interações entre diferentes carotenóides que são usados ​​em conjunto para o tratamento, ou se o betacaroteno interage com outros fitonutrientes. (9)

Uma meta-análise publicada no International Journal of Cancer apóia os achados de um risco aumentado de câncer de pulmão e estômago em trabalhadores. que ficavam na presença de amianto e  de fumantes, que suplementaram com 20 a 30 miligramas de beta-caroteno por dia. Por esse motivo, os pesquisadores acreditam que os suplementos de betacaroteno não devem ser recomendados para a prevenção primária do câncer. (10)

No entanto, de acordo com um estudo realizado na Faculdade de Medicina da Universidade de Yale em 2002, o alto consumo de frutas e vegetais, particularmente uma dieta rica em carotenóides, reduziu o risco de câncer de pulmão. (11)

Os inúmeros estudos sobre o assunto concordam que as pessoas que fumam ou bebem fortemente não devem tomar suplementos de betacaroteno, a menos que sob a supervisão de seus médicos.

Beta-caroteno e doença cardíaca

Pesquisadores da Cleveland Clinic realizaram uma meta-análise, combinando os resultados de oito estudos sobre os efeitos do beta-caroteno em doses variando de 15 a 50 miligramas. Depois de investigar dados de mais de 130.000 pacientes, os pesquisadores descobriram que a suplementação levou a um pequeno, mas significativo, aumento na morte cardiovascular.

Mesmo que os suplementos não tenham sido benéficos para evitar problemas cardíacos, estudos mostram que os alimentos antioxidantes ainda devem ser recomendados. De acordo com pesquisadores da Cleveland Clinic, “há benefícios para obter vitaminas em alimentos que não ocorrem necessariamente na forma de suplemento”. Por exemplo, alimentos antioxidantes que contêm beta-caroteno também podem incluir nutrientes como flavonóides e licopeno, que não são tipicamente incluído em suplementos vitamínicos padrão. (12)

Alimentos e suplementos de betacaroteno

Numerosos estudos de observação descobriram que as pessoas que ingerem mais carotenóides em suas dietas têm um risco reduzido de várias doenças crônicas. As fontes mais ricas de beta-caroteno são frutas e vegetais amarelas e laranja, além de vegetais verdes frágeis (a clorofila em folhas verde esconde o pigmento amarelo-laranja). Em geral, quanto mais brilhante e intensa a cor, mais beta-caroteno está presente nesse alimento.

A American Heart Association recomenda que o beta-caroteno seja consumido através de frutas e vegetais, e não através de suplementos. Para obter cerca de seis a oito miligramas por dia, coma cinco ou mais porções de frutas e vegetais, especialmente estes alimentos: (13)

  • Suco de cenoura – 1 xícara: 22 miligramas
  • Abóbora – 1 xícara: 17 miligramas
  • Espinafre – 1 xícara (cozida): 13,8 miligramas
  • Cenoura – 1 xícara (cozida): 13 miligramas
  • Batata doce – 1 batata doce média: 13 miligramas
  • Couve – 1 xícara (cozida): 11,5 miligramas
  • Nabos – 1 xícara (cozida): 10,6 miligramas
  • Abóbora – 1 xícara: 5,7 miligramas
  • Dente de Leão  – 1 xícara (cozida): 4,1 miligramas
  • Cantaloupe – 1 xícara: 3,2 miligramas
  • Alperce – 1 xícara: 1,6 miligramas
  • Manga – 1 xícara: 0,7 miligramas

O betacaroteno é solúvel em gordura, então você precisa comer gorduras para que seja absorvido corretamente. Você pode fazer isso cozinhando vegetais contendo este carotenóide em óleo de coco ou azeite, que também possui numerosos benefícios para a saúde. Você também pode comer frutas com iogurte probiótico para ter certeza de que ele é devidamente absorvido pelo organismo. (14)

Embora seja ideal obter beta-caroteno dos alimentos que você come, os suplementos estão disponíveis em formas de cápsulas e gel. Os suplementos comercialmente disponíveis geralmente contêm entre 1,5 e 15 miligramas de beta-caroteno sintético ou natural. Não há consumo diário recomendado. Devido à pesquisa mista sobre os perigos da suplementação de betacaroteno, é recomendável apenas para uso a curto prazo, a menos que seja usado sob o cuidado de seu médico.

Precauções e potenciais efeitos colaterais do beta-caroteno

O betacaroteno é provavelmente seguro quando é consumido em quantidades encontradas naturalmente nos alimentos. Os suplementos devem ser utilizados a curto prazo sob a direção do seu médico. Possíveis efeitos colaterais deste carotenóide incluem dor de cabeça, fezes soltas, hematomas, dor nas articulações e pele amarelada, embora a descoloração eventualmente desapareça.

Pessoas que fumam ou bebem fortemente devem evitar tomar esse carotenoide, pois estudos mostram que isso causa um risco aumentado de câncer. Pessoas com história de exposição ao amianto também devem evitar o uso de suplementos de betacaroteno porque podem aumentar o risco de transtorno hepático ou doença cardíaca.

Informe o seu médico se você tomar suplementos de beta-caroteno enquanto toma medicamentos contra o colesterol, antibióticos, inibidores da bomba de protões, orlistat ou esteróis vegetais. Pode aumentar o risco de sangramento quando é tomado com drogas que também aumentam o risco de sangramento (como diluentes de sangue).

Pensamentos finais sobre Beta-Caroteno
O betacaroteno é um pigmento encontrado nas plantas que dá frutas e vegetais de cor amarela e laranja.
É um tipo de carotenóide. Os carotenóides pró vitamina A são diferentes, porque precisam ser convertidos em retinol pelo corpo após serem ingeridos.
A pesquisa mostra que há benefícios para comer alimentos que contenham beta-caroteno. Isto é devido às suas atividades antioxidantes e capacidade de proteger a pele e os olhos.
Existe uma pesquisa mista sobre a suplementação de betacaroteno e se aumenta ou não o risco de câncer e doença cardíaca. Para estar seguro, consiga sua dose desse carotenóide através de frutas e vegetais amarelos e laranja.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here