Perda de emprego e estresse causado pelo desemprego – Como lidar com o estresse de perder um emprego
 

Perder um emprego é uma das experiências mais estressantes que possam ocorrer na vida. É normal sentir-se bravo, injustiçado, com raiva, machucado ou deprimido, sofrer com tudo o que se perdeu, ou sentir-se preocupado com o futuro. A perda de emprego e o desemprego envolvem muitas mudanças repentinas ao mesmo tempo, o que pode atrapalhar seu senso de propósito e auto-estima. Enquanto o estresse pode ser de fato esmagador, há muitas coisas que você pode fazer para assumir o controle da situação, manter seus espíritos positivos e sair dessa fase difícil, mais forte e mais resiliente com um sentido renovado de propósito.

Por que a perda de emprego é tão estressante?

Nossos empregos são muito mais do que a forma de como nos ganhamos a vida. Eles influenciam a forma como nos vivemos, bem como a forma como os outros nos vêem. Eles nos dão estrutura, propósito e também um significado. É por isso que a perda de emprego e o desemprego podem ser tão estressantes para alguns.

Além da perda do salário, perder um emprego também acompanha outras perdas importantes, algumas das quais podem ser ainda mais difíceis de enfrentar:

  • Perda de sua identidade profissional
  • Perda de auto-estima e autoconfiança
  • Perda de sua rotina diária comum
  • Perda de atividade proposital
  • Perda de sua rede social baseada no trabalho
  • Perda de seu senso de segurança em futuros empregos

O sofrimento é normal após a perda de emprego

O sofrimento é uma resposta natural à perda , e isso inclui também a perda de um emprego. Perder seu trabalho força você a realizar mudanças rápidas, o que pode deixar você se sentir chateado, irritado, deprimido ou fora do seu equilíbrio.

Dê tempo para ajustar. Aceitar a perda de seu emprego e ajustar-se ao desemprego pode demorar um pouco. Tente aceitar seus sentimentos e se preocupar com você mesmo.

Pense em sua perda de emprego como um problema temporário. A maioria das pessoas bem-sucedidas experimentou grandes impactos em suas carreiras, mas mudaram as coisas ao escolherem focar em sí, aprendendo com a experiência e tentando novamente. Você pode fazer o mesmo.

Revele seus sentimentos de forma criativa.  Escrever sobre sua perda em um blog, por exemplo, pode ajudá-lo a enxergar de maneira realista para sua nova situação e colocar as coisas em perspectiva.

Enquanto todos sofrem de forma diferente, as seguintes dicas de enfrentamento para o estresse na perda de emprego também podem ajudá-lo a gerenciar com o processo de luto de maneira saudável.

Se mantenha forte

Sua reação natural neste momento difícil pode ser ficar longe de amigos e familiares por vergonha ou embaraço. Mas não subestime a importância de outras pessoas próximas quando você enfrenta o estresse causado pela perda de emprego e do desemprego. O contato social é o antídoto da natureza ao estresse. Nada funciona tão bem para acalmar seu sistema nervoso do que falar cara a cara com um bom ouvinte.

  • A pessoa com quem você fala não precisa ser capaz de oferecer soluções mágicas; eles só precisam ser um bom ouvinte, alguém que vai ouvir atentamente sem se distrair ou julgar você nesse momento.
  • Além de fazer uma grande diferença em como você se sente, conversar com outras pessoas pode ajudá-lo a sentir mais controle sobre sua situação – e você nunca sabe quais oportunidades surgirão.
  • Você pode querer resistir ao pedido de ajuda por orgulho, mas uma ajuda simples não o tornará um fardo para os outros. Na verdade, a maioria das pessoas ficará lisonjeada por ter confiado neles o suficiente para pedir ajuda nesse momento, e só fortalecerá seu relacionamento.
******************************************************************

Propaganda

Relora® é um complexo patenteado de extratos específicos de Phellodendron amurense e Magnolia officinalis (este último é usado na medicina tradicional chinesa para aliviar o estresse e reduzir a tensão muscular) que ajuda a regular os níveis de cortisol.
O cortisol é um hormônio produzido pelas glândulas supra-renais em resposta ao estresse, no entanto o excesso de cortisol está associado a uma série de doenças e problemas de saúde como obesidade, diabetes, hipertensão, depressão, osteoporose, imunodepressão. Em particular, o excesso de cortisol acelera a perda de massa muscular, aumenta os níveis de açúcar no sangue e estimula a lipogênese (Shawn Talbott, The Cortisol Connection). 

Estresse no local do trabalho: Como lidar, sintomas e sinais
O Relora® foi desenvolvido para controlar sintomas de ansiedade, como preocupação, irritabilidade, agitação, medo, raiva, tensão muscular e fissura, sem causar os efeitos colaterais comuns associados a drogas ansiolíticas, como a sedação. Relora tem propriedades relaxantes, mas não é sedativo.
  Para mais informações, clique aqui.

Indicações do Relora® controle do estresse e apetite
• Auxiliar no controle dos sintomas do estresse sem causar sono;
• Auxilia na estabilidade dos níveis do cortisol;
• Auxilia o controle do peso associado ao estresse;
• Auxilia na melhora do humor;
• Melhora o desempenho físico na realização das atividades diárias;
• Auxilia na normalização do sono;
• Minimiza a compulsão alimentar causada pelo estresse.

 

******************************************************************

Desenvolver novos relacionamentos após a perda de emprego

Nunca é tarde demais para aumentar sua rede social. Pode ser crucial, tanto para ajudar você a lidar com o estresse da perda de emprego e desemprego – e em encontrar um novo trabalho.

Tenha novas amizades. Conheça novas pessoas com interesses comuns aos seus, fazendo uma aula na academia ou se juntando a um clube, como um grupo de livros, um clube de jantar ou uma equipe de esportes.

Participe de um clube de trabalho. Outros candidatos a emprego podem ser fontes inestimáveis ​​de estimulo, apoio e oportunidades de trabalho. Estar ao redor de outros que enfrentam desafios semelhantes pode ajudar a energizar e motivar você durante sua busca de emprego.

Tenha uma rede para novos empregos. A grande maioria das ofertas de emprego nunca chegam a serem anunciadas; elas são preenchidos por redes de contatos. Procurar por rede pode parecer intimidante ou difícil – especialmente quando se trata de encontrar um emprego – mas não precisa ser, mesmo que seja introvertido ou que sinta que não conhece muitas pessoas nesse momento.

Voluntário. Embora o desemprego possa diminuir sua auto-estima, o voluntariado ajuda você a gerenciar uma sensação de valor e propósito. E ajudar os outros é um impulsionador de humor instantâneo. O voluntariado também pode lhe trazer experiência profissional, suporte social e oportunidades de networking.

Envolva sua família para apoio

O desemprego pode afetar toda sua família, então não tente suportar seus problemas sozinhos. Manter a sua perda de emprego em segredo só irá piorar a situação. O apoio da sua família pode ajudá-lo a se manter e prosperar, mesmo neste momento difícil.

Abra a sua família. Quer seja para aliviar o estresse ou gerenciar o sofrimento da perda de emprego, agora é o momento de se apoiar nas pessoas que se preocupam com você, mesmo se você se orgulhar de ser forte e auto-suficiente. Mantenha-os informados sobre sua pesquisa de emprego e diga-lhes como eles podem apoiá-lo.

Ouça suas preocupações.  Os membros da sua família podem estar preocupados com você, bem como com sua própria estabilidade e futuro. Dê-lhes uma chance de discutir sobre suas preocupações e oferecer sugestões sobre sua pesquisa de emprego.

Tenha tempo para a diversão familiar.  Defina o tempo regular de diversão familiar, onde você pode desfrutar da companhia do outro, desabafar e esquecer seus problemas de desemprego. Isso ajudará toda a família a permanecer positiva.

Ajudar as crianças a lidar com a perda de emprego de um pai

As crianças podem ser profundamente afetadas pelo desemprego dos pais. É importante para eles saber o que aconteceu e como isso afetará a família. No entanto, tente não sobrecarregá-los com muitos detalhes emocionais ou financeiros.

  • Mantenha um diálogo aberto com seus filhos. As crianças têm uma maneira de imaginar sempre o pior quando escrevem seus próprios “scripts”, então a verdade pode ser muito menos devastadora do que a imaginação.
  • Certifique-se de que seus filhos saibam que não é culpa de ninguém.  As crianças podem não entender sobre a perda de emprego e imediatamente pensam que  você  fez algo errado para causar essa situação, ou mesmo eles. Ou, eles podem sentir que de alguma forma eles  são responsáveis ​​ou financeiramente um fardo. Eles precisam ser tranquilizados nesses assuntos, independentemente da idade.
  • As crianças precisam sentir que estão ajudando.  Eles querem te ajudar e fazer com que eles façam algo como tomar um corte de despesas, adiar compras caras não tão essenciais ou conseguir um emprego pós-escolar pode fazê-los sentir como se fossem parte da equipe.

Se movimente para aliviar o estresse

Se os compromissos de trabalho significassem que você não tinha tempo para se manter em forma antes, é importante fazer o tempo ser útil agora. O exercício é um antídoto poderoso para o estresse. Além de relaxar os músculos tensos e aliviar a tensão no corpo, o exercício libera poderosas endorfinas para estimular seu humor. Diminuir sua cintura e melhorar o seu corpo também pode dar um impulso à sua autoconfiança.

Como lidar com o estressa da perda de emprego e do desemprego

Tenha como meta exercitar-se por 30 minutos ou mais por dia – ou dividir em períodos curtos de 10 minutos de atividade. Uma caminhada de 10 minutos pode elevar seu humor por duas horas.

O exercício rítmico – onde você move seus braços e pernas semore – é uma maneira extremamente eficaz de levantar seu humor, aumentar a energia, melhorar o foco e relaxar a mente e o corpo. Tente caminhar, correr, fazer musculação, nadar, artes marciais ou até mesmo dançar.

Para maximizar o alívio do estresse, em vez de continuar focado em seus pensamentos, concentre-se no seu corpo e como se sente à medida que se movimenta, a sensação de seus pés batendo no chão, por exemplo, ou o vento na sua pele.

Coma bem para manter seu foco

Sua dieta pode ser considerada a última coisa que você deva se preocupar quando você está enfrentando o estresse da perda de emprego e do desemprego. Mas com o que você alimenta seu corpo pode ter um enorme efeito sobre a quantidade de energia que você tem e o quanto você sente.

Minimize o açúcar e os carboidratos refinados.  Você pode desejar lanches açucarados ou alimentos de conforto, como macarrão, pão branco, batatas ou batatas fritas, mas esses alimentos ricos em carboidratos levam rapidamente a uma queda de humor e energia após o consumo.

Reduzir a ingestão de alimentos que podem afetar negativamente seu humor , como a cafeína, as gorduras trans e alimentos com altos níveis de conservantes químicos ou hormônios .

Coma mais ácidos graxos ômega-3 para dar uma melhora ao seu humor. As melhores fontes são peixes gordurosos (salmão, arenque, cavala, anchovas, sardinhas), algas, sementes de linhaça e nozes. 

Evite a nicotina. Fumar quando você está se sentindo estressado pode parecer que traz um efeito calmante, mas a nicotina é um estimulante poderoso , levando a níveis de ansiedade mais altos e não inferiores.

Beba álcool com moderação. O álcool reduz temporariamente a sua preocupação, mas o excesso pode causar maior ansiedade à medida que desaparece.

Se cuide

O estresse da perda de emprego e do desemprego pode prejudicar sua saúde. Agora, mais do que nunca, é importante cuidar de si mesmo.

Dicas para gerenciar perda de emprego e estresse por desemprego

Mantenha o equilíbrio na sua vida.  Não deixe sua pesquisa por um novo trabalho consumi-lo. Tenha tempo para se divertir, descansar e relaxar – o que quer que seja, revitalizará seu corpo. Sua busca de emprego será mais eficaz se você estiver mentalmente descansado, emocionalmente e fisicamente no seu melhor.

Durma bastante.  O sono tem uma grande influência no seu humor e também na produtividade. Certifique-se de ter entre 7 a 8 horas de sono todas as noites. Isso irá ajudá-lo a elevar seus níveis de estresse sob controle e manter seu foco durante a sua pesquisa de emprego.

Pratique técnicas de relaxamento.  Técnicas de relaxamento como a respiração profunda, meditação e yoga são um poderoso antídoto contra o estresse. Eles também melhoram seus sentimentos de serenidade e alegria e ensinam a você a ficar calmo e colecionado em situações desafiadoras – incluindo entrevistas de trabalho.

Mantenha-se positivo para manter sua energia

Se você está levando mais do que o previsto para encontrar trabalho, as dicas a seguir podem ajudá-lo a manter o foco e otimista.

Mantenha uma rotina diária regular.  Quando você já não tem um trabalho para se dedicar a todos os dias, você pode facilmente perder a motivação. Trate a sua procura de emprego como um emprego, com um tempo diário de “início” e “fim”, com horários regulares para exercícios e redes. Seguir um cronograma definido irá ajudá-lo a ser mais eficiente e produtivo.

Crie um plano de pesquisa de emprego.  Evite ficar sobrecarregado ao dividir grandes projetos em etapas pequenas e gerenciáveis. Em vez de tentar fazer tudo ao mesmo tempo, defina suas prioridades. Se você não está tendo sorte em sua busca de emprego, demore algum tempo para repensar seus objetivos a longo prazo.

Liste seus aspectos positivos.  Faça uma lista de todas as coisas que você gosta sobre você, incluindo novas  habilidades, traços de personalidade, realizações e projetos de sucessos. Anote projetos que você se orgulha, situações em que você se destacou e coisas que você é bom. Revise esta lista frequentemente para se lembrar dos seus pontos fortes.

Encontre atividades que dão a sua vida “significado”.   Para muitos de nós, nosso trabalho dá significado e propósito à nossa vida, todos os dias. Após a perda de emprego, é importante achar outras formas de nutrir seu espírito. Escolha um passatempo há muito deixado de lado, experimente um novo hobby, envolva-se na sua comunidade, oferecendo-se ou participando de eventos locais, faça uma aula ou participe de um clube ou equipe de esportes.

Concentre-se apenas nas coisas que você pode controlar.  Você não pode controlar a rapidez com que um empregador potencial o chama para uma entrevista ou se vão ou não contratar você. Ao invés de desperdiçar sua preciosa energia em coisas que estão fora de seu controle, volte sua atenção para coisas que você pode gerenciar durante seu desemprego, como aprender novas habilidades, escrever uma excelente carta de apresentação e currículo, e estabelecer reuniões com seus contatos de rede.

******************************************************************************

Propaganda

Perca peso sem estresse! Pessoas que estão em dieta ou em processo de reeducação alimentar tendem a ficar mais estressadas, compulsivas e ansiosas e muitas vezes acabam desistindo do foco antes de obter os resultados. Isso tem uma explicação: é devido ao aumento do nível de cortisol no sangue, dessa maneira é preciso controlar a produção deste hormônio.

Por ter a capacidade de aumentar os níveis de glicose no sangue, a produção de Cortisol em índices altos pode também gerar perda de massa muscular, aumento de peso e diminuição de testosterona, consequente perda de libido.

Relora® e Citrimax®garante a perda de peso sem estresse, através do equilíbrio na produção do Cortisol! A fórmula do equilíbrio metabólico consiste na associação de Relora® e Citrimax® e garante a perda de peso mais rápida sem causar ansiedade e compulsão alimentar. 

Estresse no local do trabalho: Como lidar, sintomas e sinais

Para mais informações, clique aqui.

Indicações do Relora® + Citrimax®:
• Pessoas em dieta ou no período de reeducação alimentar;
• Pessoas ansiosas, estressadas, com tendência a “descontar” esses fatores na comida.
• Auxilia na estabilidade dos níveis do cortisol;
• Auxilia o controle do peso associado ao estresse;
• Auxilia na melhora do humor;
• Melhora o desempenho físico na realização das atividades diárias;
• Minimiza a compulsão alimentar causada pelo estresse.

Estresse no local do trabalho: Como lidar, sintomas e sinais

******************************************************************************

Como lidar com o lado emocional da perda e busca de emprego

Perder seu trabalho sem culpa sua pode limpá-lo emocionalmente. Como você lida com sua perda de estima? Com raiva? Como você sustenta sua energia para procurar trabalho? Você sabe que os futuros empregadores são desativados por um candidato que se queixa de um empregador anterior, como você pode ser agradável, relaxado e confiante em uma entrevista? Aqui estão as diretrizes para lidar habilmente com o desafio emocional de lidar com a perda de emprego e procurar emprego novo:

1. Escreva sobre como você se sente. Considere todas as coisas que você gostaria de ter dito aos seus patrões anteriores, mas não o fizeram. Continue a soltar seus sentimentos repetidamente até se sentir esvaziado. Faça isso uma vez por dia durante uma semana. Depois, faça isso sempre que você tiver um flashback.

O psicólogo James Pennebaker teve um grupo de pessoas desempregadas anotando seus sentimentos sobre demitir-se por apenas vinte minutos, cinco dias seguidos. Ele tinha um grupo similar de pessoas desempregadas escrevendo sobre seu cronograma para a sua busca de um novo emprego por vinte minutos, cinco dias seguidos. Nos meses que seguiram mais pessoas que escreveram sobre suas emoções encontraram emprego. Depois, o grupo de escrita de emoções disse que desejava que alguém lhes dissesse sobre o que fazer antes.

Reconhecer  seus sentimentos é especialmente importante se a maneira como você foi encerrado foi emocionalmente dolorosa. Lembre os detalhes e escreva sobre como você se sente repetidamente. Fazer isso ajuda você a enfrentar o trauma emocional, começar a se recuperar e parar de se sentir como uma vítima ferida por toda a vida.

Faça coisas agradáveis ​​e divertidas a cada dia. Faça o que revitaliza você! Emoções positivas expandem suas habilidades de resolução de problemas e fortalecem sua resiliência.

2. A resiliência começa com a adaptação rápida à nova realidade. Vivendo em “Se for o caso, …” mantém você incomodado no passado e é de fato desencorajador. Escolha que isso aconteça no momento em sua vida. Por que é bom que isso tenha acontecido agora? Que oportunidade inesperada está ainda aberta para você?

3. Forme um pequeno grupo de suporte. Vincule-se com outros como você. Tenha como primeiras metas expor o sofrimento. Revezem-se falando sobre a forma como você foi afetado. Peça a cada pessoa que responda estas questões:

  • O que você gostava do seu trabalho?
  • O que você mais perdeu?
  • O que você não sente mais?
  • Qual é a melhor das suas melhores realizações? Sobre o que você sempre se sentirá orgulhoso?

Tenha sessões de brainstorming sobre como encontrar oportunidades de emprego. Esteja alerta para ajudar uns aos outros a descobrir boas oportunidades.

4. Reconstrua sua auto-estima. Tenha uma lista de tudo que você gosta e aprecie sobre você. Inclua todas as coisas que você fez no ano passado que você gosta de fazer.

Uma boa maneira de melhorar sua auto-estima e autoconfiança é conseguir cartas de apresentação de colegas de trabalho e gerentes recentes sobre o quanto eles gostaram de trabalhar com você. Estes podem ser pequenos parágrafos descrevendo as contribuições específicas ou gerais que você fez no passado. Sim, é preciso coragem para pedir às pessoas esses endossos, mas você ficará agradavelmente surpreso e afetado pela vontade das pessoas de ajudar. Você será movido por sua apreciação de pontos fortes e qualidades que você talvez não tenha percebido, que alguém percebeu. Depois de receber esses endossos, digite três ou quatro parágrafos das letras em uma única folha e anexe-a ao seu currículo.

Como lidar com o estressa da perda de emprego e do desemprego

Lembre-se: os empregadores no processo de contratação estão preocupados com o fator mais difícil de prever: como seria essa pessoa ter no ambiente do trabalho dia-a-dia? Ao conseguir uma página de endosso, você ajuda os futuros empregadores a resolver seu dilema e obter uma compreensão mais completa de você. Além disso, você dissipa a ilusão de que pessoas desempregadas têm algo “errado”. Esses endossos documentam o valor que você teve para as pessoas com quem você trabalhou, além de ajudar a lembrá-lo de tudo o que você contribuiu.

5. Escreva uma descrição detalhada do que você faz bem e pratique a fala sobre seus pontos fortes confiáveis. Relembre e descreva projetos ou trabalhos específicos sobre os quais se sinta orgulhoso. Descreva suas habilidades de pessoas notáveis. Descreva qual equipamento ou software você sabe mexer bem. Descreva suas habilidades para o seu grupo de apoio ou para um amigo. No mundo de hoje você deve superar a falsa modéstia! Contar os outros sobre suas forças e habilidades confiáveis ​​não é se gabar. Um executivo me disse: “Pergunto aos candidatos a emprego por que eu deveria contratá-los. Eu acho que eles não conseguem se vender para mim, como eles podem vender minha empresa para potenciais clientes?”

6. Descubra algo de valor em sua experiência. As pessoas atingidas com grandes experiências de interrupção da vida tendem a ter uma reação de vítima / culpa ou uma reação de enfrentamento / aprendizagem constante. Encare o presente. Por que foi bom que isso acontecesse? O que você aprendeu com essa experiência? Como isso fez com que você fosse uma pessoa mais forte e melhor agora? Os futuros empregadores ficam impressionados com alguém que pode admitir ser chateado e angustiado, mas conseguiu encontrar valor na experiência. Pratique em dizer às pessoas: “Foi difícil no início, mas fico feliz que aconteceu porque agora consigo …”. Encontre encorajamento em histórias de resiliência.

7. Faça a busca de emprego no seu trabalho. Não encare sua casa como se estivesse de férias. Saia e converse com as pessoas. Nove das dez ofertas de emprego nunca são anunciadas no jornal. Faça consultas para descobrir o que está acontecendo nos locais onde você gostaria de trabalhar.

Seja sempre persistente. A pesquisa mostrou que o único fator acima de todos os outros que leva a ser contratado é o número de potenciais empregadores contatados.

Concentre-se nas necessidades do empregador, mais do que nas suas. Ninguém, exceto um parente, vai contratá-lo porque precisa de um emprego. Quando você achar um emprego que gostaria de ter, pesquise o que os gerentes precisam. Em seguida, personalize seu currículo e aplicação para se adequar exatamente ao que esse empregador precisa. Eles devem vê-lo como qualificado exclusivamente para o cargo.

Antes de sua entrevista de trabalho, tome alguns minutos para repensar em seus sucessos passados ​​e habilidades confiáveis. Se você se preocupar com todas as vezes que você foi recusado, você também não pode aparecer animado. A atitude “Você provavelmente também não vai querer me contratar” obtém resultados, assim como a atitude “Você vai se beneficiar muito se você me contratar”. Mantenha-se equilibrado, espere ser contratado enquanto estiver emocionalmente preparado para ser recusado.

8. Seja aberto a oportunidades inesperadas. Um homem que trabalhou como especialista em controle de inventário para uma grande empresa eletrônica estava de passagem em uma loja de conveniência um sábado ao meio-dia. Atrás dele estava um homem cansado com um monte de sanduíches e refrigerantes.

“Vai a um piquenique?” Ele perguntou ao homem com os sanduíches.

“Não”, disse o homem. Ele assentiu em direção ao prédio do outro lado da rua, “estamos fazendo o nosso inventário anual. Estaremos aqui todo o fim de semana trabalhando até tarde”.

“Você não tem um programa de banco de dados para fazer tudo isso?” perguntou o especialista.

“A empresa tem um, mas a pessoa que sabia como executá-lo mudou para outro trabalho. Nós estamos fazendo isso à mão”.

O especialista disse que acreditava que ele poderia ajudar, atravessou a rua, e depois de uma rápida demonstração de suas habilidades foi contratado no local.

9. Tome uma ação criativa. No final da Depressão Americana na década de 1930, o professor Howard Stephenson escreveu um livro sobre pessoas que eram bons sobreviventes a crise. Uma de suas histórias favoritas era sobre um jovem de cabeça vermelha que respondeu um anúncio de jornal anunciando uma vaga de assistente de escritório. Quando o jovem apareceu no negócio, ele encontrou uma longa fila de candidatos a emprego antes dele. Determinando a situação, ele foi ao escritório Western Union mais próximo e recebeu o enviou o seguinte telegrama para o entrevistador:

“Não contrate ninguém até falar com o garoto de cabeça vermelha no final da linha”. Pouco depois que o telegrama foi entregue, o entrevistador saiu de seu escritório com o telegrama em mãos. Ele encontrou o redentor da mensagem e levou-o para o escritório. O entrevistador disse: “Você é exatamente o tipo de assistente que precisamos aqui”, e contratou-o.

10. Preste atenção à nova situação do seu novo empregador. Quatro especialistas em meio ambiente com uma agência estadual tiveram seus empregos extintos apesar de seu trabalho ter sido requerido pelo governo federal. Em uma sessão de resolução de problemas, alguns deles viram que seu trabalho tinha que ser feito por alguém, mesmo que o estado tivesse que contratar uma empresa de consultoria para fazê-lo. A solução? Eles formaram uma empresa de consultoria e obtiveram o contrato com uma taxa de remuneração maior para todos!

O que você pode fazer para ajudar no caso de uma perda de emprego:

Escreva sobre o que o incomoda.
Faça o que o revitaliza. Desfrute de momentos agradáveis ​​a cada dia.
Escolha fazê-lo acontecer. Evite “Se apenas …”
Encontre a oportunidade inesperada. O que chama para você?
Forme um pequeno grupo de apoio. Incentive, ajude e ajude-se mutuamente.
Reforçar sua auto-estima, fazer uma lista.
Adicione testemunhos pessoais ao seu currículo.
Quando você está em seu melhor? O que é fácil de fazer? O que você faz bem?
Encontre o valor no que você está passando.
Desenvolva empatia para os empregadores. Como é um funcionário ideal?
Desista do falso modismo. Pratique descrevendo seus pontos fortes.
Esteja pronto para a questão da resiliência.
Leia artigos e livros sobre pessoas altamente resilientes.
Faça a busca de emprego no seu trabalho. Seja persistente.
Mantenha-se equilibrado, espere ser contratado enquanto estiver emocionalmente preparado para ser recusado.
Esteja aberto a oportunidades inesperadas.
Use sua imaginação, seja brincalhão, seja ousado.

Recursos:

Não deixe a raiva pigar a sua procura de emprego , por Arlene S. Hirsch, como visto originalmente no CareerJournal.com, uma vez fora do filme do Wall Street Journal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here