Rate this post

Tudo o que você precisa saber sobre doenças cardíacas

Doença cardíaca é um termo que cobre qualquer desordem do coração.

Em oposição as doenças cardiovasculares, que descreve problemas com os vasos sanguíneos e sistema circulatório, bem como com o coração, a doença cardíaca refere-se apenas a problemas e deformidades presentes no próprio coração.

De acordo com os Centers for Disease Control (CDC) – que estuda diversas doenças, inclusive as do coração, a doença cardíaca é a principal causa de morte em países como o Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Uma em cada quatro mortes nesses países ocorre como resultado de doenças cardíacas.

Fatos rápidos sobre doença cardíaca que são importantes saber:

  • Uma em cada quatro mortes em diversos países está relacionada a doenças cardíacas.
  • Doença cardíaca coronária , arritmia e infarto do miocárdio são alguns exemplos das doenças cardíacas mais conhecidas.
  • A doença cardíaca pode ser tratada de diversas formas, como com medicação ou cirurgia.
  • Parar de fumar e exercitar-se sempre pode ajudar a prevenir e diminuir os problemas causados pelas doenças cardíacas.

Tipos

Existem muitos tipos conhecidos de doenças cardíacas, que prejudicam diferentes partes do órgão e ocorrem de diferentes maneiras.

Doença cardíaca congênita

Este é um termo guarda-chuva, geral, para algumas deformidades do coração que estão presentes desde o nascimento. Alguns exemplos incluem:

  • Defeitos nos septos : há uma cavidade entre as duas câmaras do coração.
  • Defeitos de obstrução: o fluxo de sangue através de várias câmaras do coração se encontra parcialmente ou mesmo totalmente bloqueado.
  • Doença cardíaca cianótica: um defeito no coração que leva a falta de oxigênio em todo o corpo.

Arritmia

A arritmia é um batimento cardíaco que ocorre de forma irregular.

Há várias causas possíveis pelas quais um batimento cardíaco pode perder seu ritmo regular. Esses podem incluir:

  • taquicardia, que o ocorre quando o coração bate muito rápido
  • bradicardia, que ocorre quando o coração bate muito devagar
  • contrações ventriculares prematuras, ou batimentos anormais sem um padrão
  • fibrilação, quando o batimento cardíaco é totalmente irregular

As arritmias ocorrem quando os impulsos elétricos no coração que gerenciam os batimentos cardíacos não funcionam corretamente. Isso faz com que o coração bata de uma maneira incorreta, mais vezes do que deveria, de forma lenta ou muito variando.

Os batimentos cardíacos irregulares podem ser considerados comuns e todas as pessoas passam por isso por alguns momentos. A maioria das pessoas percebem o coração ficando acelerado. Porém, quando eles se alteram demais ou quando ocorre devido a um coração danificado ou fraco, eles precisam ser tomados mais a sério e tratados.

As arritmias podem até serem fatais.

Doença da artéria coronária

As artérias coronárias fornecem o músculo cardíaco todos os nutrientes e oxigênio que precisa, para conseguir circular o sangue.

As artérias coronárias podem trabalhar de forma incorreta ou mesmo ficarem danificadas, geralmente devido ao acumulo de placas que contêm colesterol . A acumulação dessas placas restringe o trabalho das artérias coronárias, o que faz com que o coração tenha menos oxigênio e nutrientes.

Doenças cardíacas - Sintomas, tratamento e causas

Cardiomiopatia dilatada

As câmaras do coração se tornam dilatadas como resultado da incapacidade do músculo cardíaco e assim não pode bombear o sangue de forma correta. O motivo mais corriqueiro é a falta de oxigênio suficiente no músculo cardíaco, devido à doença arterial coronariana. Isso geralmente prejudica o ventrículo esquerdo.

Infarto do miocárdio

Isso também é conhecido como ataque cardíaco, infarto cardíaco e trombose coronária. Um fluxo de sangue interrompido danifica ou destrói parte do músculo cardíaco. Isso geralmente é causado por um coágulo de sangue que se desenvolve em uma das artérias coronárias e também pode ocorrer se uma artéria de repente se estreia ou espasmos.

Insuficiência cardíaca

Também chamada de insuficiência cardíaca congestiva , a insuficiência cardíaca acontece quando o coração não bombeia sangue ao redor do corpo da forma com que deveria.

O lado esquerdo ou direito do coração pode ser prejudicado. Raramente, ambos os lados são afetados. A doença da artéria coronária ou hipertensão arterial pode, com o passar do tempo, deixar o coração muito duro ou mesmo fraco para preencher e bombear de forma adequada.

Cardiomiopatia hipertrófica

É um distúrbio genético, no qual a parede do ventrículo esquerdo fica mais grosso, tornando mais difícil o sangue ser bombeado para fora do coração. Esta é uma das principais causas de morte súbita em atletas.

Insuficiência mitral

Também chamado de regurgitação valvar mitral, insuficiência mitral ou incompetência mitral, acontece quando a valva mitral no coração não fecha o tanto que deveria. Isso permite que o sangue passe de volta. Assim, o sangue não pode se mover pelo coração ou pelo corpo de forma eficiente.

As pessoas que sofrem de insuficiência mitral muitas vezes se sentem cansadas, e com dificuldades de respirar.

Prolapso da válvula mitral

A válvula entre o átrio esquerdo e o ventrículo esquerdo não se fecha de forma completa, ele se inclina para cima ou volta para o átrio. Na grande maioria dos casos, a condição não chega a ser fatal, e nenhum tratamento nesse caso é necessário. Em alguns casos, especialmente se a condição é marcada por regurgitação mitral, podem ser necessário o tratamento.

Estenose pulmonar

Essa condição atrapalha o coração de bombear sangue do ventrículo direito para a artéria pulmonar, pois a válvula pulmonar é se torna muito apertada. O ventrículo direito tem que se esforçar mais para superar a obstrução. Uma criança com estenose grave pode até mesmo ficar azul. As crianças mais velhas geralmente não apresentam sintomas aparentes.

O tratamento é recomendado se a pressão no ventrículo direito estiver muito, e uma valvuloplastia com balão ou mesmo uma cirurgia de coração aberto pode ser feita para limpar uma obstrução.

Sintomas

Os sintomas da doença cardíaca depende fortemente de qual condição está afetando um indivíduo.

Porém, os sintomas comuns incluem dor torácica, falta de respiração e também palpitações cardíacas. A dor torácica comum a diversos tipos de doença cardíaca é chamada de angina ou angina de peito, e ocorre quando uma parte do coração não está recebendo oxigênio suficiente.

A angina pode ser causada por eventos estressantes, um esforço físico acentuado e normalmente dura menos de 10 minutos.

Os ataques cardíacos também podem acontecer por diferentes tipos de doenças cardíacas. Os sinais de um ataque cardíaco são quase sempre parecidos com à angina, porém, podem ocorrer durante o repouso e tendem a ser mais severos.

Os sintomas de um ataque cardíaco às vezes podem parecer somente uma indigestão. Pode haver azia e dor no estômago, bem como uma sensação de grande dor e chiado no peito.

Outros sintomas de um ataque cardíaco também incluem:

  • dor que transita por todo o corpo, por exemplo, do peito para os braços, pescoço, costas, abdômen ou mesmo pela mandíbula
  • sensação de tontura e fraqueza
  • transpiração intensa
  • náusea e também casos de vomito

A insuficiência cardíaca também pode ocorrer como resultado de uma doença cardíaca, e a falta de ar pode acontecer quando o coração fica fraco demais para conseguir fazer circular o sangue.

Algumas condições cardíacas ocorrem ainda sem sintomas, especialmente em adultos mais velhos e também em indivíduos com diabetes .

O termo ” doença cardíaca congênita ” pode abrangir uma série de condições, mas os sintomas gerais incluem:

  • suor excessivo
  • cansaço frequente
  • batimentos cardíacos quase sempre rápidos e respiração ofegante
  • falta de ar constante
  • dor no peito regular
  • alguma tonalidade de azul na pele
  • unhas quebradas

Em casos graves, os sintomas podem ocorrer desde o nascimento. No entanto, esses sintomas podem não se desenvolver até que uma pessoa tenha pelo menos 13 anos de idade.

Causas

A doença cardíaca ocorre como resultado de danos a todo ou parte do coração, danos nas artérias coronárias, ou um baixo forncecimento de nutrientes e oxigênio ao órgão.

Alguns tipos de doenças cardíacas, como por exemplo, a cardiomiopatia hipertrófica, são de origem genéticas. Estes, ao lado de defeitos congênitos do coração, podem ocorrer antes mesmo que uma pessoa nasça.

Há várias condições de estilo de vida que podem elevar o risco de doença cardíaca. Esses incluem:

  • casos de hipertensão arterial e colesterol
  • fumo (tabaco)
  • excesso de peso e também obesidade
  • diabetes, mesmo que controlada
  • histórico na família
  • uma dieta pobre em alimentos saudáveis
  • idade avançada
  • ter um caso de pré-eclâmpsia durante a gravidez
  • permanecendo em posição parada por longos períodos de tempo, como estar sentado no trabalho

Ter pelo menos alguns desses fatores de risco eleva consideravelmente o risco de doença cardíaca. Alguns, como a idade, são inevitáveis.

Tratamento

Existem duas linhas principais de tratamento recomendados para casos de doenças cardíacas. Na maioria das vezes, uma pessoa pode tentar tratar a condição cardíaca com o uso de medicamentos. Se estes não tiverem o efeito esperado, opções cirúrgicas estão disponíveis para tentar corrigir o problema.

Medicação

Existe uma ampla gama de medicamentos recomendados para a maioria das doenças cardíacas. Muitos são prescritos para prevenir coágulos de sangue, mas alguns servem também para outros fins.

Os principais medicamentos para essa condição incluem:

Doenças cardíacas - Sintomas, tratamento e causas

  • estatinas, para diminuir o colesterol
  • aspirina , clopidogrel e warfarina, para evitar coágulos sanguíneos
  • bloqueadores beta, voltados para o tratamento de ataque cardíaco, insuficiência cardíaca e pressão arterial elevada
  • inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA), usados para insuficiência cardíaca e pressão arterial elevada

O seu médico irá conversar com você para encontrar uma medicação segura e que também seja eficaz. Eles também usarão medicamentos para resolver condições subjacentes que podem afetar o coração, como a diabetes, antes de se tornarem problemáticas.

Cirurgia

A cirurgia cardíaca é uma opção extremamente intensiva, a partir da qual o paciente pode demorar muito para se recuperar.

Porém, eles podem ser eficazes no tratamento de bloqueios e outros problemas cardíacos para os quais os medicamentos podem não estarem sendo eficazes, especialmente em alguns estágios avançados da doença cardíaca.

As cirurgias mais comuns para essa condição incluem:

  • angioplastia, em que um cateter balão é colocado para alargar os vasos sanguíneos estreitados que podem estar restringindo o fluxo sanguíneo normal para o coração
  • cirurgia de revascularização do miocárdio, que permite que o fluxo sanguíneo atinja uma parte bloqueada do coração em pessoas com artérias bloqueadas
  • cirurgia para reparar ou mesmo trocar as válvulas cardíacas defeituosas
  • a inserção de marcapassos ou máquinas eletrônicas que gerenciam os batimentos cardíacos para pessoas com arritmia

Os transplantes de coração são outra opção. No entanto, muitas vezes é difícil encontrar um coração adequado do tamanho certo e do tipo de sangue no tempo requerido. As pessoas são colocadas em uma lista de espera para os órgãos doadores e às vezes podem esperar anos.

Prevenção

Em alguns tipos de doenças cardíacas, como as que estão presentes desde o nascimento, não podem ser prevenidas ou evitads.

Outros tipos, porém, podem ser evitados tomando as seguintes medidas:

  • Tendo sempre uma dieta balanceada. Mantenha-se com alimentos ricos em gordura saudável e com alto teor de fibras, e lembre-se de consumir cinco porções de frutas e vegetais frescos todos os dias, ou pelo menos na maioria dos dias. Eleve a ingestão de grãos inteiros e reduza o tanto possível a quantidade de sal e açúcar na sua dieta. Certifique-se de que as gorduras na dieta sejam principalmente do tipo insaturadas.
  • Exercite-se sempre, de forma regular. Isso fortalecerá o coração e também o sistema circulatório, reduzirá o colesterol e manterá a pressão arterial dentro do considerado comum.
  • Procure manter um peso corporal saudável para sua altura.
  • Se você fumar, pare agora. Fumar é um grande fator de risco para doenças cardíacas e cardiovasculares, além de outras doenças.
  • Reduzir a ingestão de álcool. Não beba mais de 14 doses por semana.

Embora essas etapas não eliminem completamente o risco de doenças cardíacas, elas podem ajudar a melhorar a saúde geral e também de reduzir as chances de complicações cardíacas.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here