16 remédios caseiros indicados para acalmar a garganta irritada

Estar com a garganta irritada pode ser uma condição respiratória chata e  bastante dolorida, dificultando a ingestão, a comida e também o sono. Embora o tratamento convencional para estreptococos seja feito com base no antibiótico, novas pesquisas mostram que eles apenas reduzem o tempo da doença em cerca de meio dia apenas. Como as bactérias resistentes aos antibióticos estão se tornando cada vez mais uma ameaça real, é recomendado tentar alguns remédios caseiros para a garganta. Também é importante não ter contato próximo com os outros até que seus sintomas de garganta de tenham desaparecido por completo; Desta forma, você não vai espalhar a bactéria para outras pessoas.

Dor de garganta - remédios caseiros e causas

Dor de Garganta ou Infecção da Garganta

Dor de garganta é quase sempre causada por um vírus. Pode ser devido a bactérias, alergias, poluição ou mesmo uma secura extrema na garganta. Infecção na garganta é causada por bactérias. Dor de garganta é um sintoma comum de faringite, e também é um sintoma de outras condições respiratórias conhecidas. Ambas condições são contagiosas; Eles podem ser transmitidos de pessoa para pessoa através de qualquer contato próximo.

Muitas pessoas relacionam dor de garganta têm infecções bacterianas. De acordo com o Institute for Clinical Systems Improvement, os vírus são responsáveis por 85 a 95 por cento das infecções da garganta em adultos e crianças com menos de 5 anos de idade. Os vírus são responsáveis por cerca de 70 por cento das infecções na garganta naqueles com idade entre 5 a 15 anos, com os outros 30 por cento devido a algumas infecções bacterianas, principalmente estreptococo do grupo A. Os remédios indicados para dor de garganta natural devem ser sua primeira escolha sempre, pois o tratamento antibiótico não ajudará uma infecção viral.

************************************************************************

Propaganda

A Equinacea aliada à Vitamina C e Zinco é uma ótima opção natural para estimular o sistema imunológico e assim diminuir os episódios de gripe. Mudanças bruscas de temperatura, stress, medicações fortes e má alimentação podem ser as causas para baixa imunidade, deixando nosso organismo em risco. Para mais informações, clique aqui


A fórmula contendo o fitoterápico Equinacea, aliada à tradicional Vitamina C e ao Zinco, vai dar o suporte necessário ao organismo para aumentar a imunidade e consequentemente sair da situação de risco e desconforto.
– Equinacea (Echinacea purpúrea): Este fitoterápico tem propriedades para estimular o sistema imunológico (imunoestimulante), além de ser comprovadamente cicatrizante, antiviral e antibacteriano. Com ações antimicrobiana e antiviral, a Equinacea pode ser utilizada no tratamento de resfriados, tosses, bronquites, gripes, infecções urinárias, inflamações na boca e faringites.   Para mais informações, clique aqui
Além da Equinacea esta fórmula para aumentar a imunidade contém Vitamina C e Zinco.

Indicações da Equinacea + Vitamina C + Zinco
A imunidade baixa acarreta infecções ocasionadas por vírus, bactérias e fungos que aproveitam que o organismo está em estado debilitado. Com aumento da imunidade nosso corpo conseguirá reagir contra:
• Gripes e resfriados;
• Herpes na boca, estomatite, otites e amigdalite;
• Herpes genitais e candidíase.
Estes são sinais mais comuns que indicam que você está com a imunidade baixa. É importante salientar que a fórmula para aumento da imunidade com Equinacea + Vitamina C + Zinco pode ser coadjuvante tratamento com outras medicações, como antigripais.

 

****************************************************************************

Pode ser difícil citar a diferença entre os sintomas da garganta dolorida e os sintomas de uma infecção viral mais leve. Lembre-se, ao tentar fazer um autodiagnóstico, a garganta estreptocástica geralmente não incluem sintomas de resfriado, como tosse, espirros ou nariz escorrendo. Se você está com uma dor de garganta com sintomas de resfriado, provavelmente é uma condição causada por uma infecção viral e não é uma garganta infeccionada.  Experimente primeiramente remédios caseiros de garganta estreptocástica para encontrar alívio de seus sintomas, com pouco ou nenhum efeito colateral.

Causas e sintomas de dor na garganta

Dor de garganta é uma infecção da garganta e também das amígdalas. É motivada pela bactéria do grupo A Streptococcus, também denominada de estreptococo do grupo A. A bactéria estreptocola do grupo A é de fato muito contagiosa. Ele se espalha através do contato, depois que uma pessoa infectada tossi, espirra,coloca mão nos olhos ou na boca. A bactéria também se espalha ao usar o mesmo copo, utensílio, prato ou mesmo uma simples maçaneta da porta compartilhada. É por esse motivo que a garganta dolorida ocorre mais frequentemente nos meses mais frios, quando as pessoas tendem a estarem mais próximas.

Os sintomas típicos da dor de garganta geralmente se iniciam dentro de cinco dias após a exposição às bactérias estreptocócicas; Os sintomas incluem ainda :

  • Dor de garganta e uma certa dificuldade de deglutição
  • Amígdalas vermelhas, doloridas e inchadas
  • Manchas vermelhas no céu da boca, e um revestimento branco ou amarelo presente garganta e amígdalas
  • Nódulos linfáticos inchados
  • Febre alta
  • Dor de cabeça e também dores no corpo

Pode aparecer também algumas erupções cutâneas vermelhas, que é sinal da escarlatina. A escarlatina é uma grave infecção bacteriana, que deve ser rapidamente tratada.

Tratamento caseiro recomendado para a garganta

O tratamento de garganta mais frequente é a base de antibióticos, como a penicilina ou a amoxicilina. Novas pesquisas sugerem que apenas mencionar uma dor de garganta para um médico quase garante uma receita de antibióticos, mesmo que infecções virais causem 85 a 90 por cento de dor de garganta em adultos.

Estudos indicam que os antibióticos tem poucos efeitos úteis quando usado para casos de estreptococos. Eles podem aliviar os sintomas em 3 a 4 dias, e diminuir o tempo da doença em cerca de meio dia.

Os medicamentos para dor vendidos sem receita na farmácia, como o acetaminofeno e o ibuprofeno, também são usados para aliviar a dor relacionada à estreptocavaca.

1. Elderberry

Elderberry possui efeitos antibacterianos e antivirais. Um novo estudo indicou que pode reforçar contra sintomas respiratórios durante vôos longos. Os pesquisadores pesquisaram isso devido ao aumento do risco de doenças respiratórias superiores e também de infecções respiratórias induzidas por vírus e bactérias durante os vôos. Eles informaram que os viajantes que retornavam do exterior, que usavam sabugueiro, indicavam menos sintomas respiratórios do que o grupo tratado com placebo.

Você pode beber chá de sabugueiro diariamente, tomar em cápsulas ou usar pó de sabugueiro. Você pode até comprá-lo também em forma líquida.

2. Equinácea

Conhecida como uma poderosa maneira de evitar o resfriado comum, os pesquisadores indicam que há muitos benefícios poderosos da equinácea, incluindo sua capacidade de funcionar como uma erva imunológica que pode interromper a disseminação de condições bacterianas, como a garganta estreptocócica. Há ótimas evidências apontando que os fitoquímicos presentes na equinácea, e um dos seus compostos denominados equinaceína, podem bloquear a entrada de bactérias e vírus nas células saudáveis. (6)

A equinácea também deve ser usada para aliviar a dor relacionada à garganta estreptográfica, como uma dor aguda de garganta, dores de cabeça e também dores no corpo. Possui efeitos anti-inflamatórios que ajudarão a diminuir o inchaço na garganta e nas amígdalas. Procure tomar equinácea na forma líquida, como um chá ou em forma de cápsula logo que surgirem os sintomas.

3. Vitamina C

Use a vitamina C para reforçar o seu sistema imunológico, reparar os danos presentes nos tecidos na garganta e diminuir o risco de uma grande variedade de doenças. Tenha como meta 1.000 miligramas de vitamina C por dia para combater uma infecção próxima. Procure consumir 4.000 miligramas por dia para se livrar de uma infecção já presente em seu sistema. Se você está com colotite estreptocólica e precisa elevar seu consumo de vitamina C, tome um suplemento juntamente com alimentos ricos em vitamina C como laranjas, couves, morangos, toranja e kiwi.

4. Vitamina D

Os pesquisadores analisaram a relação entre deficiência de vitamina D e as infecções respiratórias por anos. A evidência científica indica o importante papel que a vitamina D tem no sistema imunológico, por causa de suas defesas antimicrobianas. Um novo estudo divulgado no International Journal of Infectious Diseases mostra que existe uma ligação forte entre a deficiência de vitamina D e a recorrência de condições respiratórias causadas por bactérias estreptocolas do grupo A.

O que comer e beber:

5. Mel

Uma dose tomada de forma diária de mel cru eleva os níveis de antioxidantes que melhoram a saúde no organismo. Isso ajuda a reforçar o sistema imunológico, e é um dos vários remédios caseiros calmantes da garganta estreptocástica. De acordo com algumas pesquisas publicadas no Asian Pacific Journal of Tropical Biomedicine, a propriedade cura do mel é relacionada à sua atividade antibacteriana, a capacidade de manter uma condição de ferida sempre úmida e sua consistência espessa que ajuda a gerar uma barreira protetora para prevenir a infecção.

6. Caldo de osso

O caldo de osso ajuda a mantê-lo sempre hidratado e ainda fornece minerais que você necessita para reforlar seu sistema imunológico. É gosto e fácil de comer quando se está com dor de garganta, ou mesmo amígdalas inchadas devido à garganta infectada. O caldo de osso contém ainda minerais em formas que seu corpo pode reter facilmente, incluindo cálcio, magnésio, fósforo, silício e enxofre. Também contém sulfato de condroitina e glucosamina, dois compostos vendidos como suplementos caros para diminuir o inchaço e dor nas articulações.

Em vez de perder um bom tempo preparando o caldo de osso a partir do zero, procure usar proteínas em pó feita de caldo de osso para ajudá-lo a se curar da garganta infeccionada rapidamente. Beba caldo de osso quente ao longo de todo o dia.

7. Chá de ervas

Beber chá de ervas pode de fato acalmar sua garganta, aliviar a dor e ainda tratar a inflamação das mucosas. O chá de camomila é uma ótima escolha, porque a planta é cheia de  antioxidantes que ajudam a eliminar a dor, congestionamento, inchaço e também a vermelhidão. O chá de dente-de-leão é outro remédio caseiro recomendado para garganta infectada, porque é usado para curar  infecções, aliviar o estômago e melhorar  seu sistema imunológico.

8. Vinagre De Cidra De Maçã

O vinagre de cidra de maçã é uma maneira fácil de curar a garganta  naturalmente. O vinagre de cidra de maçã possui poderosos compostos de cura, como por exemplo o ácido acético, que pode eliminar bactérias perigosas, estimulando o crescimento de bactérias benéficas. Como o ácido acético mata bactérias indesejadas quando  em contato com ele, este composto natural praticamente atua de fato como um antibiótico natural.

O que fazer:

9. Gargarejo com o Sal Himalaia

Fazer gargarejo com água salgada do Himalaia rosa ajuda a diminuir o inchaço, acalma uma dor de garganta chata e cria um ambiente desagradável para as bactérias em sua boca. O sal eleva temporariamente o equilíbrio do pH de sua boca, gerando um ambiente alcalino que dificulta a sobrevivência das bactérias. O sal Himalaiano é reconhecido por estimular as condições respiratórias, porque é um agente antibacteriano. Possui propriedades anti-inflamatórias e elimina agentes patogênicos da boca, quando engolido.

10. Experimente bocejar com óleo de coco

As pesquisas indicam que o bocejo tem o poder de eliminar a presença de bactérias estreptogásticas na boca. Use-o como uma ferramenta para manter a saúde bucal.

O bocejo com óleo de coco é uma das melhores maneiras de eliminar as bactérias da boca. Atua como uma desintoxicação oral, sugando as toxinas na boca e gerando um ambiente limpo e livre de germes. Para conseguir usar o óleo como um dos remédios caseiros da sua garganta dolorida, mexa 1 a 2 colheres de sopa de óleo de coco na boca por pelo menos oito minutos. Então cuspe o óleo no lixo, enxágue a boca e escove os dentes normalmente.

Óleos essenciais:

11. Óleo de hortelã-pimenta

O óleo de hortelã-pimenta é um dos melhores óleos essenciais para dor de garganta. Alivia o inchaço na garganta, razão pela qual é quase sempre usado para o tratamento de infecções respiratórias. Porque o óleo de hortelã-pimenta contém mentol, gera uma sensação calmante e um efeito relaxante no corpo.

Coloque 1-2 gotas de óleo de hortelã-pimenta em um copo com água, ou aplique à sua pasta de dente para usá-lo internamente. Para o uso de forma tópica, coloque 1-2 gotas na garganta, peito e testa.

12. Óleo de limão

O óleo de limão possui propriedades antibacterianas e ainda ajuda a limpar as toxinas do corpo. Novas pesquisas mostram que o óleo de limão é capaz de dificultar o crescimento de cepas bacterianas resistentes aos antibióticos. Para usar o óleo essencial de limão, coloque 1-2 gotas a um copo de água fria ou quente, ou adicione-o à chá de ervas para conseguir mais sabor.

13. Óleo de tomilho

O óleo de tomilho reforça os sistemas imunológico e respiratório, tornando-se um dos remédios caseiros mais recomendados para a garganta infectada. Um estudo publicado de 2011 publicado pela Medicinal Chemistry apontou a resposta do óleo de tomilho a 120 cepas de bactérias de pacientes com infecções de cavidades bucais, respiratórias e também urinárias. Os resultados indicaram uma forte atividade contra todas as cepas clínicas. Também mostrou eficácia para eliminar a cepas resistentes aos antibióticos. (17)

Você pode fazer o uso do óleo de tomilho como um enxaguante bucal, colocando 2 gotas à água e fazendo o gargarejo. Ou tomar um banho de banheira com 2 gotas de óleo de tomilho adicionadas na água para aliviar as dores no corpo.

Para evitar espalhar a infecção:

14. Evite o contato

Enquanto estiver com sintomas de garganta infectada, não espirre ou tussa perto de outras pessoas para impedir que a bactéria se espalhe. Não compartilhe copos, guardanapos, utensílios, pratos ou mesmo alimentos com ninguém por duas semanas. Use um sabão antibacteriano natural, como sabão neutro, para lavar seus pratos e as superfícies em seu banheiro e também o balcão da cozinha.

15. Lave sempre suas mãos

Certifique-se de lavar as mãos durante todo o dia, especialmente se você estiver perto de outras pessoas. Use um sabão antibacteriano para eliminar qualquer vestígio do estreptococo do grupo A que possa ter resistido.

16. Substitua sua escova de dentes

Trocar sua escova de dentes quando você apresentar os sintomas da garganta infectada e, novamente, depois de estar totalmente curado. Isso irá ajudá-lo a evitar se reinfectar com outra infecção por estreptococo do grupo A.

Precauções

Sempre faça um teste de laboratório antes de decidir pelo uso de antibióticos, pois não ajudarão contra um caso de dor de garganta viral. Vírus como gripe e adenovírus geram mais casos de dor de garganta. Além disso, os sintomas da garganta infectada e sintomas de dor de garganta não estreptocóide são muito semelhantes.

Você deve procurar seu médico se você tiver dificuldade em engolir, se sua garganta ficar bloqueada pelas amígdalas inchadas ou se sua febre não parecer diminuir. O tratamento com antibióticos só deve ser começado para doenças que ele possa de fato tratar; O uso excessivo pode levar ao aumento de bactérias resistentes aos antibióticos. No entanto, se você ainda está doente depois de nove dias usando esses remédios caseiros para a garganta com estreptococo, consulte o seu médico sobre qual o próximo tratamento recomendado.

 

Visão geral da dor de garganta

A dor de garganta é dor, coceira ou irritação da garganta, que muitas vezes piora quando você engole. A causa mais comum de dor de garganta (faringite) é uma infecção viral, como resfriado ou gripe. Uma dor de garganta causada por um vírus é resolvida por conta própria.

Infecção na garganta (infecção estreptocócica), um tipo menos comum de dor de garganta causada por bactérias, requer tratamento com antibióticos para evitar complicações. Outras causas menos comuns de dor de garganta podem exigir tratamento mais complexo.

Sintomas relacionados mais comuns

Os sintomas de dor de garganta podem variar muito, dependendo da causa. Sinais e sintomas ainda podem incluir:

  • Dor ou uma sensação áspera na garganta
  • Dor que piora ao engolir ou mesmo ao falar
  • Dificuldade em engolir frequentemente
  • Glândulas doloridas e inchadas, no pescoço ou na mandíbula
  • Amígdalas vermelhas e inchadas
  • Manchas brancas ou pus em suas amígdalas ou no céu da boca
  • Voz rouca ou abafada

Infecções comuns que causam dor de garganta podem causar alguns outros sinais e sintomas, incluindo:

  • Febre
  • Tosse
  • Coriza
  • Espirros
  • Dores no corpo
  • Dor de cabeça
  • Náusea ou vômito

Quando ver um médico

Leve seu filho ao médico se a dor de garganta não desaparecer após tomar um líquido quente, recomenda a Academia Americana de Pediatria.

Vá ao médico imediatamente se o seu filho tiver sinais graves, por exemplo:

  • Dificuldade ao respirar
  • Dificuldade em engolir
  • Uma baba incomum, o que pode apontar uma incapacidade de engolir

Se você é um adulto, consulte o seu médico se você estiver com dor de garganta ou qualquer um dos seguintes problemas relacionados ocorrerem, de acordo com a Academia Americana de Otorrinolaringologia:

  • Uma dor de garganta que é grave ou dura mais de 7 dias
  • Dificuldade em engolir
  • Dificuldade ao respirar
  • Dificuldade mesmo em abrir a boca
  • Dor nas articulações
  • Dor de ouvido
  • Erupção cutânea
  • Febre maior do que 38,3 C
  • Sangue na saliva
  • Frequentemente dores de garganta
  • Um caroço no seu pescoço
  • Rouquidão, que dura mais de duas semanas

Causas mais comuns

Os vírus que levam ao resfriado comum e a gripe também levam a maioria das dores de garganta. Com menos frequência, as infecções bacterianas levam a dores de garganta.

Infecções virais

Doenças virais que levam a dor de garganta incluem:

  • Resfriado comum
  • Gripe
  • Mononucleose
  • Sarampo
  • Catapora
  • Garupa – uma doença comum na infância marcada por uma tosse forte e latente

Infecções bacterianas

Um número de infecções bacterianas pode levar a dor de garganta. O mais comum é o Streptococcus pyogenes, ou estreptococo do grupo A, que leva a faringite estreptocócica.

Outras causas

Outras causas de dor de garganta ainda incluem:

  • Alergias –  Alergias a pelos de animais de estimação, mofo, poeira e pólen podem levar a dor de garganta.
  • Secura – O ar seco, especialmente aquele presente nos edifícios que são aquecidos, pode tornar a sua garganta áspera e seca, particularmente ma parte da manhã, quando acorda. Respirar pela boca – muitas vezes por motivo de congestão nasal crônica – também pode levar dor de garganta seca.
  • Irritantes – A poluição do ar ao ar livre pode levar a irritação contínua na garganta. Poluição interna – fumaça de tabaco ou produtos químicos – também pode gerar uma dor de garganta crônica. Mastigar tabaco, beber álcool ou comer alimentos fortes também pode irritar sua garganta.
  • Estirpe muscular. Você pode prejudicar os músculos da garganta gritando, como em um evento esportivo; falando alto; ou conversando por longos períodos sem descanso também pode levar a condição.
  • Doença do refluxo gastroesofágico (DRGE). A DRGE é um distúrbio do sistema digestivo, que faz com que os ácidos estomacais ou outros conteúdos do estômago se acumulem dentro do tubo alimentar (esôfago). Outros sinais ou sintomas podem incluir ainda azia, rouquidão, regurgitação do conteúdo estomacal e uma sensação de nódulo na garganta.
  • Infecção pelo HIV. –  A dor de garganta e outros sintomas parecidos aos da gripe às vezes aparecem cedo, depois da exposição ao HIV. Além disso, alguém que é HIV positivo pode ter dor de garganta de forma crônica ou recorrente devido a uma infecção secundária, como uma infecção fúngica chamada candidose oral e infecção por citomegalovírus (CMV), uma infecção viral considerada comum que pode ser grave em pessoas com comprometimento do sistema imunológico. Tanto a candidíase oral e CMV podem aparecer em qualquer pessoa, mas eles são mais propensos a levar uma dor de garganta e outros sintomas em pessoas com sistema imunológico enfraquecido.
  • Tumores Tumores cancerosos da garganta, língua ou caixa de voz (laringe) podem causar dor de garganta. Outros sinais ou sintomas podem incluir rouquidão, dificuldade para engolir, respiração ruidosa, um nódulo no pescoço e sangue na saliva ou fleuma.

Raramente, uma área infectada de tecido (abscesso) na garganta causa uma dor de garganta. Outra causa rara de dor de garganta é uma condição que ocorre quando a pequena “tampa” de cartilagem que cobre a traqueia incha, bloqueando o fluxo de ar (epiglotite). Ambas as causas podem bloquear as vias aéreas, criando uma emergência médica.

************************************************************************

Propaganda

Você sofre com estresse, ansiedade e dificuldade para dormir, não tem um sono verdadeiramente revigorante? A Pinetonina® pode ajudar! A Pinetonina® é um spray aplicado na narina que é indicado para promover o bem-estar e diminuição dos sintomas do estresse como agitação, ansiedade e insônia. Este spray é derivado de fontes naturais, uma mistura de alguns óleos essenciais, que comprovadamente promovem a sensação de bem estar. Para mais informações, clique aqui


Sua aplicação é super inovadora, é aplicado via nasal e com isso acessa regiões do sistema nervoso central, modulando as atividades de neurotransmissores, proporcionando equilíbrio emocional, diminuição nos níveis de cortisol e melhora na qualidade do sono.
Os principais compostos biotativos do spray Pinetonina® são o linalol e o anetol.
• Comprovadamente o Linalol tem efeitos positivos sobre o sistema endócrino, com redução do hormônio do estresse – o cortisol, induzindo assim ao relaxamento e trazendo alívio à sensação de estresse. Dessa forma, o linalol além de ter um cheiro agradável nos ajuda a reduzir o estresse e trazer de volta o equilíbrio emocional.
• Já pesquisas o Anetol mostraram sua ação na regeneração hepática e atividade anti-hespasmódicas.

Indicações do Pinetonina – Spray para seu Sono: Para mais informações, clique aqui
• Distúrbios de ansiedade e sono;
• Diminuição dos sintomas de estresse;
• Diminuição de níveis de cortisol.
• Promoção do relaxamento do corpo e da mente;
• Melhoria na qualidade do sono, sem causar sonolência diurna ou sedação;
• Por se tratar de substâncias naturais, e por estarem adicionados em uma formulação exclusiva que garante sua correta absorção, sua aplicação é segura, sem toxidade e sem efeitos colaterais.

 

****************************************************************************

Fatores de risco

Embora qualquer um possa ter um episódio dor de garganta, alguns fatores tornam você mais suscetível a esse problema, incluindo:

  • Idade. Crianças e adolescentes têm maiores chances de desenvolver dor de garganta. As crianças podem ter também mais infecções na garganta, a infecção bacteriana mais comum relacionada à dor de garganta.
  • Exposição ao fumo do tabaco. Fumar podem irritar muito a garganta. O uso de produtos de tabaco também eleva o risco de câncer de boca, garganta e caixa de voz.
  • Alergias Alergias sazonais ou mesmo as reações alérgicas contínuas à poeira, fungos ou pelos de animais, tornam mais suscetíveis os desenvolvimentos de dores de garganta.
  • Exposição a irritantes químicos. Partículas no ar gerados pela queima de combustíveis fósseis e também de produtos químicos domésticos comuns podem levar irritação na garganta.
  • Infecções sinusais crônicas ou recorrentes. A infecção no nariz pode irritar a garganta ou mesmo espalhar infecção.
  • Lugares fechados. As infecções virais e bacterianas se espalham facilmente em qualquer lugar onde há um grupo de pessoas, seja em creches, salas de aula, escritórios ou mesmo aviões.
  • Imunidade enfraquecida. Você é mais suscetível a ter infecções em geral se sua resistência for baixa. Causas comuns de imunidade reduzida incluem ainda HIV, diabetes, tratamento com esteroides ou drogas quimioterápicas, estresse, fadiga e alimentação pobre nutricionalmente.

Prevenção

A melhor forma de evitar dores de garganta é ficar longe os germes que os causam e praticar sempre uma boa higiene. Siga estes passos e ensine seu filho a fazer o mesmo:

  • Lave bem as mãos e com a maior frequência possível, especialmente depois de usar o banheiro, antes de comer e depois de espirrar ou mesmo de tossir.
  • Evite compartilhar comida, pratos, copos ou utensílios.
  • Tossir ou espirrar sempre em um lenço e jogá-lo fora. Quando necessário, espirre no cotovelo.
  • Use desinfetantes para as mãos à base de álcool, como uma alternativa eficaz da lavagem das mãos quando o sabão e a água não estiverem disponíveis.
  • Evite tocar em telefones públicos, portas compartilhadas ou beber bebedouros com a boca.
  • Limpe regularmente telefones, controles remotos de TV e teclados de computador, ou outros objetos que não costumam limpar, com produtos de limpeza higienizantes. Quando você viajar, limpe os telefones e os controles remotos em seu quarto de hotel antes do uso.
  • Evite contato próximo com pessoas doentes, o máximo possível.

Diagnóstico

O seu médico ou o do seu filho terá primeiramente com um exame físico que incluirá:

  • Usando uma ferramenta iluminada para analisar sua a garganta, e provavelmente as orelhas e passagens nasais
  • Suavemente sentindo (palpando de forma delicada) o pescoço para analisar se há glândulas inchadas (gânglios linfáticos)
  • Ouvindo a sua respiração ou a do seu filho com um estetoscópio próprio

Cotonete de garganta

Com esse teste simples, o médico passará um cotonete estéril na parte de trás da garganta para coletar uma amostra de secreções. A amostra será analisa em um laboratório de bactérias estreptocócicas, a causa mais comum da faringite estreptocócica. Muitas clínicas estão equipadas com um laboratório que pode gerar o resultado de teste em poucos minutos. No entanto, um segundo teste, muitas vezes mais confiável, por vezes é enviado para um laboratório que envia resultados dentro de 24 a 48 horas.

Se o teste rápido, na clínica, alegar positivo, você quase certamente terá uma infecção bacteriana de curto prazo. Se o teste der negativo, você provavelmente terá uma infecção viral. Seu médico poderá optar por esperar, no entanto, pelo teste de laboratório fora da clínica para determinar a causa da infecção.

Tratamento

A dor de garganta gerada por uma infecção viral geralmente dura de cinco a sete dias, e não requer tratamento médico mais pesado. No entanto, para diminuir a dor e a febre, muitas pessoas se voltal ao paracetamol (Tylenol, outros) ou a outros analgésicos leves. Use paracetamol pelo menor tempo possível, e sempre siga as instruções do rótulo para evitar efeitos colaterais.

Considere dar ao seu filho analgésicos vendidos sem prescrição médica, destinados a bebês ou mesmo a crianças. Estes incluem paracetamol ou ibuprofeno para acalmar os sintomas.

Tenha cuidado ao remediar aspirina a crianças ou adolescentes. Crianças e adolescentes em recuperação de varicela ou sintomas parecidos aos da gripe nunca devem tomar aspirina. Isso ocorre porque a aspirina tem sido relacionada à síndrome de Reye, uma condição rara, mas potencialmente fatal em crianças.

Como tratar as infecções bacterianas

Se a sua dor de garganta for gerada por uma infecção bacteriana, o médico irá prescrever antibióticos.

Você deve tomar o número completo de antibióticos conforme prescrito, mesmo que os sintomas desapareçam no começo. Não tomar todo o medicamento conforme as instruções pode causar  no agravamento ou propagação da infecção para outras partes do corpo. Não fazer todo o curso completo de antibióticos para curar infecções na garganta pode elevar o risco de uma criança de febre reumática ou inflamação grave dos rins.

Fale com o seu médico ou farmacêutico sobre o que fazer se esquecer alguma dose.

Outros tratamentos

Se uma dor de garganta parecer um sintoma de uma condição diferente de uma infecção viral ou mesmo bacteriana, outros tratamentos provavelmente serão indicados dependendo do diagnóstico.

 

Estilo de vida e remédios caseiros

Independentemente da causa que leva a sua dor de garganta, estas estratégias de cuidados em casa podem auxiliar a aliviar seus sintomas:

  • Descansar. E descanse também sua voz.
  • Beba mais líquidos. Os fluidos mantêm a garganta sempre úmida e evitam a desidratação. Evite tomar cafeína e álcool, que podem desidratar você.
  • Tente alimentos e bebidas mais facilmente digestíveis. Líquidos quentes – como caldo, chá sem cafeína ou água morna com mel – e guloseimas frias como picolés podem acalmar a dor de garganta.
  • Gargareje com água salgada. Um gargarejo feito com água salgada de 1/4 a 1/2 colher de chá de sal de mesa, com 4 a 8 copos de água morna pode ajudar a diminuir a dor de garganta. Gargareja a solução e depois cuspa.
  • Umidifique o ar. Use um umidificador de ar diminuir o ar seco que pode irritar ainda mais a garganta, ou mesmo ficar sentado por vários minutos em um banheiro úmido.
  • Evite irritantes. Mantenha sua casa sempre livre de fumaça de cigarro e também produtos de limpeza que possam irritar a garganta.

Medicina alternativa

Embora uma série de tratamentos alternativos seja quase sempre usada para aliviar a dor de garganta, as evidências são limitadas sobre o que funciona verdadeiramente. Se você necessitar de um antibiótico para uma infecção bacteriana mais grave, não confie apenas em tratamentos alternativos.

Converse com seu médico antes de usar qualquer remédio herbal, pois eles podem reagir com medicamentos prescritos e podem não ser seguros para crianças, mulheres grávidas e pessoas com certas condições de saúde debilitantes.

Produtos fitoterápicos ou considerados alternativos para dor de garganta são geralmente apresentados na forma de chás, sprays ou pastilhas. Remédios alternativos comuns incluem:

  • Olmo escorregadio
  • Raiz de alcaçuz
  • A raiz do marshmallow
  • Flor de madressilva e outras ervas medicinais chinesas

Preparando-se para sua consulta

Se você ou seu filho tiverem passado por um caso dor de garganta, marque uma consulta com seu médico de família ou com o pediatra de seu filho de confiança. Em alguns casos, você pode ser indicado a um especialista em problemas de ouvido, nariz e garganta ou a um especialista em alergia (alergista).

Aqui estão algumas informações úteis para ajudá-lo a se preparar para a sua consulta.

O que você pode fazer

Faça uma lista de:

  • Os sintomas que você ou seu filho têm e por quanto tempo está sentindo
  • Informações pessoais importantes, como contato recente com alguém que estava doente e por quanto tempo
  • Todos os medicamentos, vitaminas ou outros suplementos que você ou seu filho toma, incluindo doses e horários

Para casos de dores de garganta, algumas perguntas básicas a serem feitas ao seu médico incluem ainda:

  • O que é provável causando esses sintomas? Porque?
  • Existem outras causas possíveis?
  • Quais testes são necessários? E quais resultados esperar?
  • Qual tratamento você recomenda?
  • Em quanto tempo você espera que os sintomas melhorem com o tratamento?
  • Por quanto tempo isso será contagioso? Quando é seguro retornar à escola ou ao trabalho?
  • Quais etapas de autocuidado podem ajudar? Posso começar agora?

Não hesite em fazer outras perguntas pertinentes.

O que esperar do seu médico

Seu médico provavelmente fará perguntas sobre você ou seu filho. Seu médico pode perguntar:

  • Existem sintomas que não sejam dor de garganta?
  • Esses sintomas incluíram febre? Quão alto?
  • Houve dificuldade em respirar?
  • Alguma coisa piora a dor de garganta, como engolir?
  • Alguma coisa parece melhorar os sintomas?
  • Tem mais alguém em casa doente?
  • A dor de garganta é um problema recorrente?
  • Voce fuma? Você ou seu filho são regularmente expostos ao fumo passivo?

 

Pensamentos finais

A garganta pode ter uma infecção bacteriana nas amígdalas causadas pela bactéria estreptocolhante do grupo A. É altamente contagioso e se espalha através de um contato próximo.
Garganta infectada pode levar à escarlatina, uma infecção bacteriana muito grave.
O tratamento convencional para estreptococos é antibiótico. Os antibióticos reduzirão o comprimento da doença em cerca de meio dia.
Os remédios caseiros da garganta infectada incluem suplementos que aumentarão o sistema imunológico, alimentos que aliviarão a garganta e aliviarão a dor e óleos essenciais que ajudem a matar bactérias.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here