Benefícios das endorfinas e efeitos no corpo

Você pode ter ouvido muito sobre os produtos químicos naturais do “bem-estar” do corpo, mas o que são as endorfinas, exatamente? Estes produtos químicos peptídicos naturais produzidos em seu corpo interagem com receptores em seu cérebro para ajudá-lo a se sentir focado, menos impactado pela dor e colocá-lo em um estado de espírito melhor. Na verdade, as endorfinas têm muito em comum com medicamentos anti-ansiedade e analgésicos opiáceos. Embora pareça assustador saber que as endorfinas funcionam de forma semelhante às drogas que controlam o humor, como a morfina, assegure-se de fornecer os benefícios sem todos os riscos. As substâncias que alteram a mente geralmente causam efeitos colaterais, incluindo mudanças de humor, fadiga, névoa cerebral e até mesmo dependências – mas não há realmente nenhuma desvantagem para liberar mais endorfinas naturais para se sentir melhor.

Nós liberamos regularmente produtos químicos de opiáceos (“endorfinas”) em resposta a fontes de dor ou estresse. O prazer que recebemos desses neuroquímicos – que têm efeitos semelhantes aos hormônios, como dopamina e serotonina – são legais e bons para você a longo prazo. As endorfinas trabalham em favor do seu corpo, não contra ele, e acabam beneficiando sua conexão mente-corpo de maneiras que você provavelmente nem percebe.

Endorfinas - O que é, o que fazem e benefícios

Quais são algumas das coisas que você pode fazer de endorfina natural para alcançar um estado mental mais saudável, sem os efeitos colaterais de risco das drogas? Como você aprenderá, estes incluem hábitos como exercitar em quantidades apropriadas, comer direito e usar outros analgésicos, incluindo a conexão com a comunidade ou a meditação.

 

O que são endorfinas

As endorfinas são o termo popular para substâncias químicas conhecidas como “peptídeos de opiáceos”. Quais os neuroquímicos qualificam-se como “endorfinas” e o que as endorfinas fazem exatamente?

As endorfinas incluem encefalinas e dinorfinas, substâncias associadas com sentimentos de prazer, sexualidade / senso, euforia e alívio da dor. Essencialmente, as endorfinas promovem uma espécie de “felicidade”, proporcionando uma sensação de bem-estar. Os baixos níveis de endorfinas estão associados aos efeitos opostos: dor física e emocional (incluindo dor crônica ligada a distúrbios como a fibromialgia), dependência e maior incidência de comportamentos de risco.

Quando a maioria das pessoas fala sobre endorfinas, eles também estão se referindo a outros neurotransmissores além de peptídeos de opiáceos, incluindo dopamina e serotonina.

Aqui está uma rápida visão geral de como as endorfinas são liberadas:

Medicamente falando, nos referimos a mensageiros químicos da mente que causam emoções como neurotransmissores. As endorfinas são fabricadas pelo sistema nervoso central (seu cérebro, medula espinhal e nervos que se conectam a muitas outras partes do seu corpo). (1) Através da produção de certos neurotransmissores, a glândula pituitária em seu cérebro recebe o sinal para liberar endorfinas particulares, dependendo da situação, que se liga aos receptores neuronais. Há também evidências de que o sistema imunológico libera certas endorfinas com base em níveis crescentes de inflamação, que é um mecanismo útil para a dor aborrecida. (2)

Existem muitos neurotransmissores diferentes que desempenham um papel na liberação de endorfinas, e eles são principalmente feitos de nutrientes que recebemos de nossa dieta – incluindo aminoácidos (blocos de construção de proteínas), vitaminas, ácidos graxos e minerais. É por isso que uma dieta saudável, especialmente quando combinada com suplementos que estimulam o humor, é fundamental para sustentar um estado de mente, foco, energia e outros estados de espírito positivos mais felizes.

Certas endorfinas atuam como analgésicos naturais, o que significa que eles diminuem sua percepção de dor. Outros são sedativos naturais, permitindo que você se sinta relaxado o suficiente para se tornar sonolento e com sono em certos pontos do dia. E os neurotransmissores, incluindo a dopamina e a serotonina, mantêm você motivado para realizar tarefas, conectadas a outras pessoas e mais tranquilas diante do estresse ou da adversidade.

Dopamina vs. Serotonina: seus efeitos e diferenças fundamentais

Seu sistema endócrino (hormonal) funciona a um ritmo mais lento do que seu sistema nervoso, mas os dois devem trabalhar juntos para manter o equilíbrio interno e a felicidade. Na verdade, existem centenas de produtos químicos diferentes no cérebro que chamamos neurotransmissores ou endorfinas. Isso causa sentimentos positivos, mas os dois que são provavelmente os mais conhecidos são a dopamina e a serotonina.

A combinação de dopamina, serotonina, oxitocina e endorfinas de opiáceos são muitas vezes chamadas de “quarteto”. Juntas, são responsáveis ​​pela maior parte de nossa percepção de “felicidade”. (3) Vamos dar uma olhada em como esses produtos químicos funcionam:

Serotonina. A serotonina é frequentemente chamada de “hormônio feliz” porque melhora seu humor e ajuda a vencer a depressão. Precisamos de níveis saudáveis ​​de serotonina para a estabilização do humor, dormir bem, sonhar e visualizar. Também influencia muitas funções fisiológicas que você provavelmente não esperaria, como níveis de pressão arterial, digestão e regulação da temperatura corporal. Níveis adequados de serotonina fornecem estabilidade emocional e social, enquanto baixos níveis de serotonina estão associados a vários distúrbios mentais, incluindo: depressão, ansiedade, TPM, desejos de açúcar / carboidratos, problemas para dormir, pensamento obsessivo e dependência de álcool ou drogas.

Dopamina. (Está intimamente relacionado com a hormona noradrenalina, também chamada de norepinefrina). A dopamina é considerada um dos mais fortes “hormônios sensatos” (neurotransmissores) que faz você se sentir energizado, motivado e controlado. Tanto a dopamina quanto a noradrenalina estão associadas ao prazer, motivação, estado de alerta, concentração e euforia. Eles são criados por fontes de estresse, mas isso nem sempre significam “estresse ruim”. Os níveis de noradrenalina tendem a ser maiores em estados de “estresse positivo”, como sexo, estar apaixonado, durante o exercício ou fazer outras coisas divertidas como dançar, rir e ouvir música. Baixos níveis de dopamina / norepinefrina estão associados a: depressão, falta de concentração (neblina cerebral), má motivação e dificuldade em iniciar e / ou completar tarefas.

Há outros neuroquímicos importantes para se familiarizar com, também, incluindo:

  • GABA (ácido gama-aminobutírico): relaxante e calmante depois de sofrer estresse, pois tem um efeito de amortecimento no sistema nervoso central
  • Catecolaminas: energizantes ou estimulantes naturais
  • Adrenalina (também chamada epinefrina): motivador forte, estimulando você a lidar e superar o estresse
  • Acetilcolina: melhora memória e alerta mental
  • Triptamines: ajuda na formação de ligações e conexão
  • Melatonina: ajuda a mantê-lo em sintonia com os ciclos da natureza e dia / noite
  • DMT (dimetiltriptamina): útil para ficar otimista e ver ” que nem tudo está perdido” quando estressado

7 Benefícios das Endorfinas

1. Pode ajudá-lo a superar vícios

A liberação de endorfinas pode ser útil para permitir que você escape de vícios, incluindo alguns que você nem sequer percebeu que você tem – como o excesso de comer / compulsão alimentar ou outras fontes “normais” de consumo excessivo (como a dependência de mídias sociais). Quando as endorfinas ou outros níveis neuroquímicos caem, você provavelmente procurará fontes de conforto ou recompensas pouco saudáveis, incluindo drogas e álcool. É por isso que hábitos saudáveis ​​como o exercício podem ser poderosos para lidar com vícios, depressão e aumentar a recuperação.

2. Oferecer Alívio de Stress, Depressão ou Ansiedade

Como você aprendeu, a serotonina, a dopamina, a oxitocina e as endorfinas possuem habilidades poderosas para aumentar o humor. Vários fármacos antidepressivos populares (como Prozac ou Zoloft) são chamados de “inibidores seletivos da recaptação da serotonina”, ou SSRIs. Eles trabalham para diminuir os sintomas de depressão bloqueando a recaptação de serotonina pelos neurônios, deixando mais disponível e circulando na corrente sanguínea. Isso ajuda a elevar seu humor, embora artificialmente. As mesmas regalias de serotonina e endorfina, embora geralmente em menor grau, podem ser sentidas de níveis crescentes naturalmente através de coisas como sua dieta, passatempos e sono (veja abaixo).

3. Proteja seu coração

Algo que pode surpreendê-lo sobre a ocitocina do “hormônio do abraço” é que parece melhorar a função imune e até mesmo protege o coração do estresse. (4) Considere este outro motivo para obter uma massagem ou abraçar alguém para sua saúde.

4. Faz você se sentir sonolento, mas também combater a fadiga

As endorfinas, e especialmente a serotonina, afetam seus estados de ânimo gerais, nível de sonolência e tolerância à dor – todas as partes importantes da regulação do seu “relógio” interno chamado ritmo circadiano. Seu ritmo circadiano ajuda você a conhecer intuitivamente os ciclos do dia / acordar versus noite / sono. Isso ajuda você a acordar atualizado, mas se sente sonolento antes da cama e durante a noite. A melatonina, a dopamina e outros produtos químicos, como a adrenalina, também afetam seu ciclo de sono e enviam o seu cérebro um sinal quando é tempo de relaxar ou aumentar e brilhar.

5. Mantenha seu cérebro afiado

Certas endorfinas são altamente benéficas para a cognição, bem como alimentando a criatividade e a inspiração. Podemos agradecer a liberação de endorfinas e neuroquímicos, como a dopamina, por nos permitir ficar motivados e intrigados o suficiente para produzir grandes obras de arte, música e escrita, criar formulações científicas e até mesmo experimentar avanços espirituais.

6. Ajudar você a lidar com a dor

As beta-endorfinas são um tipo de neuropeptídeos envolvidos no tratamento da dor, possuindo efeitos semelhantes à morfina, de acordo com um relatório publicado no Hawaii Medical Journal. (5)

Os receptores de neurônios que as endorfinas se ligam para ajudar a diminuir a percepção de dor, assim como algumas prescrições. Na verdade, certos medicamentos para matar a dor agem nos mesmos sites de ligação que as endorfinas fazem. Em doses baixas, os opiáceos, a morfina e a codeína são realmente encontrados no líquido cefalorraquidiano normal que envolve o cérebro e a medula espinhal. No entanto, quando seus níveis são dramaticamente aumentados, eles causam fortes efeitos de morte. Em circunstâncias normais sem opiáceos circulando em seu sistema, as endorfinas assumem o papel de controlar a dor o suficiente para ajudá-lo a continuar quando ferido ou doente.

7. Ajude você a se sentir conectado a outros

Considerando que os seres humanos são uma espécie altamente social, não é surpreendente que sintamos um “alto” natural – graças à liberação de neuroquímicos como a oxitocina – quando experimentamos um sentimento de unidade com os que nos rodeiam, uma conexão profunda com a comunidade ou a família e um sentido de propósito compartilhado da vida. A oxitocina é liberada durante momentos altamente emocionais como o parto, quando você está apaixonado e também durante os orgasmos. (6) Ajuda a aumentar a fidelidade e a monogamia nos relacionamentos, nos motiva a fortalecer as conexões pessoais, nos ajuda a permanecer honesto e facilita a compaixão / empatia em relação aos outros.

7 Formas naturais para aumentar as endorfinas e produtos químicos sensíveis

A coisa maravilhosa sobre o cérebro e o corpo humano é que todos somos capazes de produzir nossos próprios “aumentos naturais”, sem sequer tirar substâncias ilegais ou prescritas para obter ajuda. Os estados de espírito positivos também, felizmente, funcionam em um padrão cíclico: quando liberamos endorfinas seguindo comportamentos como exercício ou tempo gasto com outros, estamos motivados a repetir esses comportamentos novamente no futuro. Quando nos perguntamos, “O que são endorfinas”, é importante também entender como aumentar naturalmente os níveis de endorfinas.

1. Exercício regularmente

Um grande conjunto de pesquisas mostra que as pessoas que se exercitam regularmente adicionaram proteção contra a depressão, tendem a lidar melhor com a ansiedade e também a dormir melhor. (7) O exercício é uma das para liberar mais endorfinas que podemos fazer, oferecendo inúmeros benefícios para nossos corpos e mentes. Estudos mostram que exercícios funcionam de forma semelhante à meditação para aumentar o bem-estar. Algumas das maneiras como o exercício libera endorfinas e, portanto, melhora seu humor, incluem: (8)

  • Aumento da auto-estima; Nos sentimos bem em cuidar da nossa própria saúde
  • Dando-lhe uma sensação de realização e domínio à medida que progride (devido à dopamina)
  • Aumentando os níveis de energia e ajudando você a dormir mais profundamente (graças à adrenalina e à serotonina)
  • Mantendo você motivado para continuar tentando e melhorando no futuro (devido à dopamina)
  • Deixando você com uma visão mais otimista, positiva e energizada da vida

2. Coma uma dieta saudável

Como a sua dieta é fundamental para a criação de neurotransmissores, você pode ver certos alimentos saudáveis ​​como “alimentos para os cérebros” quase perfeitos. Os alimentos nutritivos podem melhorar a forma como se sente e pensa, além de equilibrar o açúcar no sangue, que atua como combustível cerebral e corporal. Estabilizar seu humor com uma dieta saudável também pode permitir que você quebre sua dependência de substâncias alimentares processadas que interferem com a química normal do cérebro e esvazie sua energia ao longo do tempo. Veja como aumentar a liberação de endorfinas, como a serotonina através de suas escolhas alimentares:

Consuma proteína suficiente. A serotonina é feita principalmente através da ingestão de alimentos ricos em triptofano, como peru ou leite. Quase todas as fontes de proteína ajudarão a liberar serotonina, incluindo carne, peixe, frango, aves, queijo, leite e ovos, que são proteínas completas.

Não perca alimentos vegetais. Você também pode combinar vários alimentos vegetais diferentes, como feijões com grãos germinados, para obter os mesmos efeitos.

Em geral, alimentos integrais como sementes, nozes, feijões, lentilhas, ervilhas, milho ou o germe de grãos, como trigo mourisco e aveia, são todas boas fontes de plantas de aminoácidos que ajudam a aumentar a serotonina. Mesmo alguns vegetais, como brócolis, espinafre ou couve-flor, são relativamente ricos em proteínas.

Consuma mais alimentos antioxidantes. Os radicais livres são a principal causa do processo de envelhecimento e também contribuem para doenças mentais, pois atacam as células cerebrais e contribuem para a inflamação. Aumente a ingestão de alimentos antioxidantes comendo plantas coloridas como folhas verdes, batata doce, abóbora, citrinos, mirtilos, amoras, morangos, framboesas, ameixas, brócolis e brotos de alfafa.

Coma gorduras saudáveis. As gorduras compreendem 60% do cérebro. Os ácidos graxos essenciais produzem hormônios chamados eicosanóides, que são necessários para muitos processos químicos dentro do corpo. Eles estimulam o sistema imunológico, combatem a inflamação e apoiam a atividade de neurotransmissores, incluindo a serotonina. Obtenha gorduras saudáveis ​​a partir de óleo de coco ou azeite, peixe selvagem, como salmão do Alasca, nozes, sementes e abacate.

Evite o alto consumo de álcool e cafeína. Usar e abusar dessas substâncias pode levar o corpo a compensar, criando uma tolerância devido à baixa regulação. Isso torna mais difícil parar, exige que você aumente sua ingestão para sentir o mesmo impulso de humor e causa efeitos colaterais da “retirada” em alguns casos.

3. Ria mais!

O riso é basicamente uma solução rápida para se sentir quase instantaneamente melhor, graças ao lançamento de endorfinas. Estudos até vincularam risadas com um limite de dor elevado. (9) Tente regularmente fazer algo para manter seu senso de humor, como jogar com crianças, assistir a algo engraçado, lembrar um momento engraçado, compartilhar piadas ou participar de eventos de comédia ao vivo.

4. Conecte-se com outros (Isso inclui toque, Voluntariado e Objetivo de busca)

Conexão – através de meios como ser tocado ao receber uma massagem ou um abraço, se voluntariando para ajudar os outros ou apenas tendo uma conversa profunda com alguém em quem confia – todos liberam oxitocina e outros produtos químicos que o ajudam a sentir-se calmo e confortado. Acupuntura e outros tratamentos práticos também parecem ter efeitos semelhantes de acordo com alguns estudos. (10) Tenha tempo para promover relacionamentos saudáveis, chegar a outras pessoas que precisam, encontrar um senso de propósito e notar como você se sente quando faz algo legal para outra pessoa.

5. Aprenda algo novo

A dopamina é o principal neurotransmissor envolvido no estímulo-recompensa-aprendizagem, por isso pode nos ajudar a aprender comportamentos positivos e permanecer motivado quando usado para nossa vantagem. (11) Claro, o contrário também é verdade: uma liberação de dopamina também é desencadeada quando nos envolvemos com um hábito prejudicial (como o excesso de fast  food). Isso nos orienta na direção de querer repetir esses comportamentos novamente.

Use as habilidades de reforço da dopamina ao seu benefício, aprendendo algo novo, experimentando algo novo, como uma nova localização ao viajar ou fazer progresso em um hobby ou no trabalho. Estes podem liberar sentir neuroquímicos bons, fazendo com que você queira repeti-los. Desafie-se regularmente ao encontrar novas fontes de engajamento e não se afaste de assumir tarefas difíceis que podem acabar sendo recompensadoras a longo prazo.

6. Incorporar sabores calmantes, cheiros e óleos essenciais

Aromaterapia, ou simplesmente cheirar algo que lembra momentos de reconfortante (como biscoitos recém-assados) foi associada ao lançamento de endorfinas. Odor de óleo essencial, como baunilha, camomila, rosa e lavanda pode ajudá-lo a sentir-se mais calmo quase que instantaneamente. E do mesmo modo, o consumo de “prazeres culpados” como chocolate escuro pode trazer uma sensação de conforto, graças à liberação de produtos químicos como a teobromina.

Perguntando-se se a sensação risonho e suave que você pode obtém do álcool está relacionada às endorfinas? De acordo com estudos recentes, beber álcool pode liberar uma pequena quantidade de hormônios sensatos (especialmente quando você está tomando uma bebida enquanto está ligando com os amigos), mas muito causará os efeitos opostos. (12)

7. Gaste tempo na natureza e no sol

Expor-se à natureza e ao sol por cerca de 20 minutos diários ajuda a sua pele a absorver os raios UV e a produzir vitamina D, o que é importante para o seu humor. Raios solares e a natureza também parecem ajudar a regular a liberação de neuroquímicos como serotonina e melatonina.

O que são endorfinas? Pensamentos finais

As endorfinas são neurotransmissores, ou produtos químicos naturais de opiáceos e péptidos, que passam sinais de um neurônio para o próximo, causando sentimentos ou emoções.
A liberação de endorfinas está associada a sentimentos de prazer, sexualidade / sensação, motivação, euforia, conexão social e alívio da dor. Baixos níveis de endorfinas estão associados a dor, dependência, tristeza ou depressão, problemas de sono, nevoeiro cerebral e maior incidência de comportamentos de risco.
Caminhos naturais para liberar endorfinas, exercitar, comer uma dieta saudável, rir, trabalhar em passatempos divertidos, aprender algo novo e se conectar com outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here