Fertilizantes orgânicos – Benefícios e como candidatar-se?

Diferentes tipos de fertilizantes, como fertilizantes químicos, fertilizantes orgânicos e fertilizantes naturais estão disponíveis no mercado. O tipo de fertilizante que você usa tem um grande impacto na qualidade do seu produto. Os agricultores de todo o mundo usam fertilizantes químicos, mas muitos agora estão mudando para fertilizantes orgânicos devido aos aparentes benefícios deste último.

Benefícios de fertilizantes orgânicos

Os fertilizantes orgânicos são compostos à base de carbono que aumentam a produtividade e a qualidade do crescimento das plantas. Eles têm vários benefícios sobre fertilizantes químicos, que incluem o seguinte:

Alimentos não tóxicos

O uso destes fertilizantes orgânicos assegura que os produtos alimentares produzidos sejam livres de produtos químicos nocivos. Como resultado, os consumidores finais que comem esses produtos orgânicos são menos propensos a doenças como câncer, acidentes vasculares cerebrais e distúrbios da pele, em comparação com aqueles que consomem alimentos produzidos com fertilizantes químicos.

Fertilizantes orgânicos - Benefícios e Riscos

Produção no campo

A maioria dos fertilizantes orgânicos pode ser preparada localmente ou na própria fazenda. Assim, o custo desses fertilizantes é muito inferior ao custo dos fertilizantes químicos.

 

Baixo investimento de capital

Além das possibilidades de produção na agricultura de fertilizantes orgânicos, fertilizantes orgânicos ajudam na manutenção da estrutura do solo e aumentam a capacidade de retenção de nutrientes. Portanto, um agricultor que praticou agricultura orgânica por muitos anos exigirá muito menos fertilizantes, porque seu solo já é rico em nutrientes essenciais.

 

Solo fértil

Os fertilizantes orgânicos asseguram que as fazendas permaneçam férteis por centenas de anos. Terra localizada no local de civilizações antigas, como Índia e China, ainda é fértil, embora a agricultura tenha sido praticada por milhares de anos. A fertilidade é mantida porque fertilizantes orgânicos sempre foram usados ​​no passado. No entanto, com o aumento do uso de fertilizantes químicos hoje, a terra está rapidamente se tornando infértil, forçando muitos agricultores a aumentar ainda mais seu uso de fertilizantes químicos ou mesmo deixar a indústria agrícola inteiramente.

Ambiente seguro

Os fertilizantes orgânicos são facilmente biodegradáveis ​​e não causam poluição ambiental. Por outro lado, os fertilizantes químicos contaminam a terra e a água, que é uma das principais causas de doenças para os seres humanos e é a força por trás da extinção de uma série de espécies de plantas, animais e insetos.

Emprego

Todos sabemos que fertilizantes químicos são feitos em grandes plantas que são automatizadas e têm uma capacidade anual de milhões de toneladas. Os fertilizantes orgânicos, por outro lado, são preparados localmente e em uma escala muito menor. Como resultado, a produção de fertilizantes orgânicos leva ao emprego, especialmente nas áreas rurais onde as oportunidades de emprego às vezes podem ser escassas.

Por que você precisa de fertilizantes?

Por que você precisa de fertilizantes para jardinagem ou agricultura? As plantas não crescem na natureza sem fertilizantes? A resposta a esta questão reside no fato de que você só quer que espécies específicas de plantas cresçam em uma fazenda ou um jardim.

O solo, tanto nas fazendas quanto na natureza, possui nutrientes nele. No entanto, a proporção de minerais é diferente em diferentes lugares. Dentro de um campo, o conteúdo de nutrientes também não é uniforme. Na natureza, plantas que são mais adequadas para o solo e outras condições crescem e você não tem controle sobre seu crescimento. No entanto, uma vez que você deseja crescer apenas sua variedade de plantas favoritas em seu jardim ou fazenda, você precisa adicionar nutrientes de acordo com as necessidades dessa variedade e disponibilidade em seu solo.

Além disso, em um terreno parcialmente coberto, como uma fazenda, os nutrientes do solo são absorvidos pelas plantas, mas não são reabastecidos quando as plantas ou suas folhas morrem, porque você as remove como alimentos, ervas, etc, isso requer fertilizantes para enriquecer o solo com nutrientes e crie condições artificiais para maior produtividade das plantas.

 

Quais são esses nutrientes exigidos pelas plantas? Os nutrientes das plantas mais comumente requeridos são nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). Quase todos os fertilizantes são categorizados de acordo com o seu valor de Nitrogênio-Fósforo-Potássio ou N-P-K. O nitrogênio é necessário para o crescimento de partes vegetativas, como as hastes e as folhas, enquanto suas plantas terão raízes saudáveis ​​se obtiverem uma quantidade suficiente de fósforo. O fósforo também é necessário para boas flores e frutas. O potássio faz a planta saudável, facilitando a circulação de nutrientes dentro da planta.

Além de N-P-K, plantas também requerem outros nutrientes, como cálcio e magnésio. Uma vez que estas são exigidas em pequenas quantidades, não é necessário adicioná-las separadamente, a menos que em casos excepcionais, se o seu solo estiver totalmente desprovido desses minerais ou a cultura que deseja crescer, é necessário em grandes quantidades.

Como aplicar fertilizantes?

Os agricultores têm a concepção de que adicionar grandes quantidades de fertilizantes em suas fazendas só será benéfico para suas plantas. No entanto, de acordo com The Royal Horticultural Society, uma vez que os fertilizantes são substâncias ricas em nutrientes, eles devem ser adicionados em pequenas quantidades. A sociedade sugere os seguintes pontos para aplicação de fertilizantes:

Análise do solo: uma análise minuciosa do solo deve ser realizada antes de plantar as culturas. Você deve primeiro descobrir o conteúdo de nutrientes existente do seu solo, descobrir o requerimento de nutrientes das plantas que deseja crescer e adicionar fertilizantes com base na deficiência de nutrientes entre os dois. Um teste típico de análise do solo determinará a textura do solo, o teor de matéria orgânica e o pH. Também lhe dará o conteúdo de diferentes minerais, como fósforo, magnésio e potássio. Alguns laboratórios de testes de solo também determinam a atividade microorganica em seu solo.

Hora de aplicação: O momento em que você aplica fertilizantes também é crucial. Em climas frios, os fertilizantes não devem ser aplicados durante o inverno e o outono, pois favorecerão o crescimento jovem durante o inverno. Como o clima é duro durante este período, as plantas não poderão sobreviver por muito tempo. Portanto, os fertilizantes só devem ser aplicados durante a primavera. Na verdade, o tempo de adição dos fertilizantes e a preparação da cultura deve ser bastante próximo.

 

Quantidade de fertilizantes: a sociedade sugere que, se um agricultor tiver dúvidas sobre a quantidade de fertilizante a ser adicionado, ele deve adicionar menos fertilizantes para estar no lado seguro.

Fertilizantes orgânicos: também é sugerido que os agricultores prefiram fertilizantes orgânicos a fertilizantes químicos.

A consciência mundial dos riscos do uso prolongado de fertilizantes químicos está crescendo. Devido a isso, mais e mais fazendeiros em todo o mundo estão mudando para fertilizantes orgânicos. O mercado agrícola também reconheceu essa tendência e recentemente empregou uma campanha para promover fertilizantes orgânicos e naturais. Entre os benefícios do uso de fertilizantes orgânicos, há alimentos não tóxicos, menor custo, melhor fertilidade do solo e, claro, um ambiente mais seguro.

O que é compostagem?

Uma das melhores características da jardinagem orgânica é a capacidade de produzir localmente fertilizantes, pesticidas e outros ingredientes orgânicos. E o mais fácil entre eles é o composto. Você pode preparar compostagem quase em qualquer lugar, mesmo em sua cozinha!

Cientistas agrícolas em todo o mundo concordam que o composto é uma excelente fonte de matéria orgânica para plantas de jardim. O adubo fornece ar, água, matéria orgânica e microorganismos para suas plantas, aumentando assim seu crescimento. Ele também mantém uma atmosfera saudável para o solo e, portanto, mantém insetos, doenças de plantas e ervas daninhas.

Quais são os benefícios do adubo?

Então, o que é tão especial no composto? Por que não usar matéria orgânica diretamente? A maior vantagem de usar composto é que a matéria orgânica na composta é parcialmente decaída, então seu volume é muito menor. Além disso, a atividade do microorganismo já começou na compostagem, então a concentração desses microorganismos é muito alta. Isso faz com que o composto seja concentrado e fácil de absorver a fonte de matéria orgânica para as plantas em crescimento.

Onde você pode comprar compostagem? Você pode comprar compost do mercado, bem como lojas online. Você também pode preparar o composto em seu próprio jardim. A compostagem em pequena escala pode ser feita através das três técnicas a seguir:

 

Compostagem rápida: compostagem rápida é uma técnica de compostagem usada por muitos agricultores biodinâmicos. É preparado um poço de 1m de altura, 1m de largura e 1m de comprimento. O comprimento do poço pode ser aumentado de acordo com o espaço disponível em seu jardim e seu requerimento de compostagem. O poço é preenchido com uma fina camada de folhas, estrume e palha. A água é adicionada depois de adicionar cada camada. Você também pode adicionar algum solo entre essas camadas. A pilha deve ser mexida regularmente para mantê-la arejada. A compostagem estará pronta dentro de seis a oito semanas.

Compostagem lenta: a compostagem lenta, como o nome sugere, é um processo muito lento e leva vários meses para a formação de composto através deste método. A matéria orgânica rica em carbono (matéria orgânica marrom, como a poeira de serra) é o principal ingrediente. Preencha metade do poço de compostagem com matéria orgânica rica em carbono e, todos os dias, adicione resíduos de cozinha ou cascas de vegetais a esta mistura. Você também pode adicionar o solo juntamente com o desperdício de cozinha ocasionalmente. O conteúdo do poço se decompõe gradualmente e você pode começar a colher o composto do fundo do poço.

Compostagem de vermes: a compostagem de vermes, também conhecida como vermicultura, pode ser realizada em um compartimento ou em uma trincheira. Encha o escaninho ou a trincheira com solo e matéria orgânica (resíduos de cozinha ou cascas de vegetais). Em seguida, libere os vermes vermelhos na lixeira. Certifique-se de que o compartimento esteja sempre úmido, mas não adicione muita água. A adição de água em grandes quantidades irá preencher os poros construídos pelos vermes com água e perturbar sua colônia. Você também pode fazer um buraco no compartimento para purgar qualquer excesso de água. Alguns pesquisadores também sugerem o uso de vermes de terra em vez de vermes vermelhos, uma vez que os vermes de terra são mais eficazes na conversão de matéria orgânica em estrume. O composto estará pronto em algumas semanas. Ao colher o composto, tome cuidado para que não machuque os vermes.

Qualidade de Fertilizantes Orgânicos

Quando você prepara adubos orgânicos ou orgânicos, você pode adicionar uma variedade de matéria orgânica para fazer o composto. A qualidade ou o valor nutritivo do composto depende da matéria orgânica que você adiciona a ele. Além disso, se você está comprando fertilizantes orgânicos, você deve tentar conhecer o teor de nutrientes dos fertilizantes orgânicos antes de comprá-los. Assim como fertilizantes químicos, fertilizantes orgânicos também têm um valor de N-P-K (nitrogênio potássio e fósforo).

O valor NPK para fertilizantes orgânicos depende da matéria orgânica utilizada para prepará-los. A matéria orgânica, como sangue seco e farinha de peixe, é rica em nitrogênio. A farinha de peixe também é rica em fósforo. Kelp, por outro lado, é rico em potássio. A capacidade de diferentes tipos de matéria orgânica para liberar nutrientes também não é a mesma. Portanto, a disponibilidade de nutrientes também é um critério importante ao selecionar o tipo de fertilizante orgânico.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here