Isto é o que acontece com nossos cérebros quando olhamos para telas antes da cama

Durante a maior parte da existência humana, as pessoas tiveram que se mover em conjunto com o aparecimento e pôr do sol. Chegamos a entender que a ao clarear o dia, era para trabalhar, interagir, levantar-se e ir, e a escuridão era nossa ligação para deitar e dormir.

Embora as tecnologias em constante crescimento agora nos permitem estarmos cercadas de luz, mesmo nas orimeiras horas das manhãs, muitos dos nossos cérebros estão presos na Idade das Trevas. Na verdade, nossos cérebros fisicamente permanecem muito parecidos com os do início do Homo sapiens, que é uma das razões pelas quais sofremos pelo desejo de ficar acordado até o final do sol.

Problemas de assistir antes de dormir

Múltiplos estudos ligaram a exposição à luz durante a noite, especialmente por meio de trabalhos de terceira turno, doenças cardíacas, diabetes, câncer, depressão e obesidade. Embora uma variedade de teorias possam explicar essas doenças individuais, a nossa compreensão primária de por que a luz noturna nos prejudica tem a ver com o fato de que a exposição à luz suprime a secreção de melatonina, um hormônio que ajuda a gerenciar nosso ritmo circadiano.

Esta é uma má notícia, uma vez que a supressão não natural da maioria dos hormônios que ocorrem naturalmente (como a insulina, por exemplo) pode levar a estados de doenças crônicas e graves.

Mas isso é o final? O que é o fato de que a luz atravessa um espectro – são todas formas e cores igualmente ruins para a nossa saúde?

A ciência nos diz: não. A luz azul, que está principalmente associada ao brilho enriquecido em ondas curtas de nossos dispositivos eletrônicos favoritos, lâmpadas fluorescentes e luzes LED, tem um efeito mais poderoso e imediato em nossos corpos do que outras matizes. É por isso que pesquisadores, que observam que a maior parte da luz azul que experimentamos após o anoitecer vem de telas iluminadas, tem desejado estudar como nossos dispositivos eletrônicos favoritos afetam nossa saúde.

Em um caso, um estudo de 2014 comparou os efeitos da leitura de um dispositivo eletrônico para o ato de leitura de páginas impressas. Os resultados mostraram que os participantes que leram os dispositivos posteriormente experimentaram um alerta persistente em torno da hora de dormir; Luta para adormecer; E menos sono REM, que passa a ser uma fase restauradora durante a qual sonhamos. Após oito horas de sono, pessoas que liam de dispositivos que emitem luzes disseram ter ficado mais sombrias do que suas contrapartes de leitura impressa e tiveram mais dificuldade em acordar.

Anne-Marie Chang, uma das neurocientistas de Harvard responsáveis ​​por este estudo, observou que “todos os participantes tiveram que parar de ler e desligar as luzes exatamente às 10 da noite, mesmo que não tivessem sono. Em casa, eu esperava que as pessoas não tivessem a motivação para desligar seus dispositivos e ir para a cama, então eles ficariam acordados [ainda mais] e experimentariam ainda mais atrasos circadianos e tempos de sono mais curtos “. Isso, de acordo com Chang, significa que os efeitos dos dispositivos eletrônicos no sono “poderiam realmente ser ainda maiores” em cenários do mundo real.

As pessoas mais propensas a serem afetadas em tais cenários são adolescentes – indivíduos cujos ritmos circadianos já estão em fluxo e que, estatisticamente, se sentem mais acordados à noite. Isso significa que um adolescente já deitado para dormir que tem que se levantar cedo para a escola pode experimentar mais letargia e dificuldade em se concentrar, simplesmente porque ele vê a TV antes da hora de dormir.

Ainda assim, independentemente da sua idade, existem maneiras de gerenciar os efeitos da luz fabricada:

  • Certifique-se de ver muita luz brilhante durante o horário de verão, reforçando naturalmente o ritmo circadiano do seu corpo.
  • Desligue seus dispositivos, quando o sol começa a abaixar.
  • Fique longe de eletrônicos brilhantes duas a três horas antes da hora de dormir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here